Notícias

22/06/2012 06:58 / Atualizado em 22/06/2012 06:54

minuto(s) de leitura.

Taxa de desemprego é a menor do país desde o ano de 2002 e fica em 5,8% em maio

Números são do Instituto Brasleiro de Geografia e Estatística (IBGE) e foram elaborados com base na Pesquisa Mensal de Emprego (PME) nas seis principais regiões metropolitanas do país

Fenae Net

A menor taxa de desemprego no país desde 2002, quando teve início a série histórica da Pesquisa Mensal de Emprego (PME), foi registrada em maio deste ano. O indicie ficou em 5,8%, o que representa uma queda de 0,2% em relação a abril, quando o registro foi de 6%.

Os números são do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que mostra ainda que o rendimento médio real habitual da população ocupada foi de R$ 1.725,6 em maio. Neste mês, ainda segundo o IBGE, a população desocupada somava 1,4 milhão de pessoas, ficando estável em relação a abril deste ano e caindo 7,1% em comparação com maio de 2011. Significa que, no período de um ano, houve menos 107 mil pessoas desocupadas nas regiões metropolitanas do país. Em relação à população ocupada, de 23 milhões, o aumento foi de 1,2% em comparação com mês anterior, o que representa mais de 554 mil pessoas com ocupação.

A Pesquisa Mensal de Emprego é feita nas regiões metropolitanas de Belo Horizonte, Porto Alegre, Rio de Janeiro, Recife, Salvador e São Paulo. Entre essas capitais, Salvador foi a que registrou maior taxa de desemprego em maio (8%), enquanto o menor nível foi observado em Porto Alegre (4,5%). No Rio, o índice foi 5,2%, ao mesmo tempo em que em São Paulo alcançou a marca de 6,2%, enquanto Recife foi de 5,9% e Belo Horizonte, 5,1%.

Acesse as redes da Fenae:

Acesse e conheça as vantagens de ser um associado

Veja também
Nenhum registro foi encontrado.

selecione o melhor resultado