Notícias

04/08/11 09:31 / Atualizado em 04/08/11 09:31

minuto(s) de leitura.

SP: empregados da Caixa discutem problemas relativos à saúde na área de penhor

Fenae Net

Uma mesa redonda realizada em 29 de julho na Superintendência Regional do Trabalho e Emprego de São Paulo (SRTE) discutiu os problemas relativos à saúde e segurança dos empregados que trabalham no departamento de penhor da Caixa Econômica Federal.

Nessa reunião, as entidades representativas dos trabalhadores – Apcef, Seeb e Fetec – cobraram o reconhecimento da atividade de penhor como insalubre e denunciaram ainda as dificuldades que esses bancários enfrentam, podendo comprometer sua saúde. Foi lembrado também que quem trabalha com penhor manuseia ácidos e substâncias químicas.

As entidades representativas avaliam que, a partir do reconhecimento do trabalho insalubre, os empregados de penhor da Caixa poderão lutar por uma aposentadoria especial.

Na reunião da SRTE, o representante do banco informou que será contratada empresa especializada em análise ambiental para avaliar a insalubridade de setor de penhor. Em São Paulo, por exemplo, segundo a Caixa, esse trabalho começará ainda neste mês pela agência Sé. A Caixa assumiu ainda o compromisso de substituir todos os filtros do carvão ativado do sistema de exaustão.

A luta por condições dignas de trabalho é uma das prioridades da campanha salarial unificada da categoria bancária, conforme resolução aprovada pelo 27º Congresso Nacional dos Empregados da Caixa (Conecef), realizado em São Paulo, dias 9 e 10 de julho. Para o movimento sindical bancário, a melhoria nas condições de segurança, saúde e trabalho tem relação direta com mais contratação de empregados e com atendimento adequado à população.

Acesse as redes da Fenae:

Acesse e conheça as vantagens de ser um associado

Veja também
Nenhum registro foi encontrado.

selecione o melhor resultado