Notícias

RitaSerranoTVT.jpg

24/10/17 09:53 / Atualizado em 24/10/17 11:13

minuto(s) de leitura.

Situação da Caixa é tema de matéria da TVT

Maria Rita Serrano, da Diretoria da Fenae, é uma das entrevistadas. Ela diz que a falta de crédito para empréstimo no banco faz parte de uma decisão político do governo Temer

Notícias

Matéria da TVT veiculada nesta segunda-feira (23/10) trata da atual situação da Caixa Econômica Federal. Com depoimentos de Rita Serrano, da Diretoria da Fenae e representante dos empregados no Conselho de Administração do banco, e do economista Celso Locatelli, a reportagem denuncia os planos do governo de Michel Temer para tornar a Caixa uma Sociedade Anônima e abrir seu capital, rumo à privatização.

Assista à matéria da TVT.

A reportagem alerta que o banco precisa de aporte de recursos, mas que o governo não quer fazê-lo, afetando, entre outras áreas, o crédito para empréstimos. Rita Serrano afirma, porém, que a Caixa não está quebrando. “Ela vem dando lucro e tem resultado positivo. A necessidade de capital tem a ver com a norma regulamentadora. Nos anos anteriores, o governo aportou capital, e desta vez o governo Temer está dizendo que não vai aportar”, explica.

A Caixa é responsável por quase 70% do crédito imobiliário. No mês passado, no entanto, o banco reduziu o limite de financiamento de imóveis usados de 70% para 50% do valor. Rita Serrano diz que essa situação poderia ser evitada com o aporte de recursos. “A Caixa cresceu no número de agências, dobrou de tamanho e deu resultado positivo, de 2003 para cá. O crescimento de ativo da empresa também é surpreendente, já que ela chegou a ser o terceiro maior banco no ano passado”, lembra a conselheira.

Na avaliação de Celso Locatelli, há um jogo com o objetivo de tirar a Caixa da mão do Estado e passar para a iniciativa privada. “A luta é que a Caixa permaneça 100% pública para que o benefício da empresa seja para a economia, para a sociedade. Se tira um pedação ou totalmente para a iniciativa privada, essa empresa vai buscar lucro para seus acionistas, para os seus donos. Essa é a mudança”, adverte.

Acesse as redes da Fenae:

Acesse e conheça as vantagens de ser um associado

selecione o melhor resultado