Notícias

Seminario SP Tarde 400.jpg

26/10/2019 17:17 / Atualizado em 27/10/2019 13:27

minuto(s) de leitura.

Seminário estadual debate os desafios do Saúde Caixa

Evento faz parte de agenda realizada pela Fenae e Apcefs para debater pelo Brasil a questão da saúde

Durante o I Seminário Estadual Saúde Caixa e Saúde Mental dos Trabalhadores da Caixa, ocorrido neste sábado (26), em São Paulo, representantes de entidades e empregados da Caixa debateram soluções sobre como impedir que o Plano de Saúde da categoria acabe.

O evento faz parte de uma série de encontros que serão organizados pela Fenae e pelas Apcefs em diversas cidades brasileiras para discutir a questão da saúde na vida dos ativos e aposentados da Caixa. O período da tarde foi todo dedicado ao Saúde Caixa e a como a categoria pode se mobilizar para impedir que ele tenha um fim.

A diretora de Saúde Suplementar da Anapar, Francisca de Assis, lembrou um importante movimento político realizado pela associação, que recentemente criou a Diretoria de Saúde Suplementar para representar todos os usuários de planos por autogestão e lutar contra as resoluções da Comissão Interministerial de Governança Corporativa e de Administração de Participações Societárias da União (Cgpar), em especial as resoluções 22 e 23. “A Anapar aumentou o seu escopo para trabalhando em conjunto e fortalecer a luta contra os ataques aos planos de saúde dos trabalhadores das estatais.”, afirmou.

A representante eleita do Conselho de Usuários do Saúde Caixa, Ivanilde Miranda, apresentou os números do Saúde Caixa e explicou como funciona o atual modelo do plano.

O advogado da LBS e assessor jurídico da Fenae, Paulo Roberto da Silva, detalhou os aspectos jurídicos das imposições da Cgpar 23 no Saúde Caixa, como o benefício pós- emprego. Paulo lembrou que um dos bens mais preciosos que precisam ser lembrados é o direito adquirido e que os tribunais têm tido o entendimento de resguardar o direito de quem ingressou na empresa com o direito ao plano.

Paulo Roberto falou ainda sobre a minuta da carta que está sendo construída com as demais entidades representativas dos usuários de planos de autogestão para ser entregue ao Ministério Público Federal.  A queixa será feita em nome de mais de três milhões de trabalhadores, aposentados e familiares, representados por suas entidades de classe, todos beneficiários de planos de saúde por autogestão, como o Saúde Caixa.

O próximo seminário será realizado no dia 9 de novembro, em parceria com a Apcef/SC, em Florianópolis.

 

Acesse as redes da Fenae:

Acesse e conheça as vantagens de ser um associado

Veja também
Nenhum registro foi encontrado.

selecione o melhor resultado