Notícias

09/08/2007 - P

09/08/07 10:17 / Atualizado em 13/12/08 10:55

minuto(s) de leitura.

Reunião do CDN define comissão para as eleições da Diretoria da Fenae

Dos três nomes da comissão eleitoral, dois foram indicados pelo CDN e um foi indicado pela Diretoria Executiva da Fenae. Eleições estão previstas para o próximo ano

Fenae Net

A comissão eleitoral encarregada de organizar até o mês de novembro o edital de convocação das eleições para a Diretoria da Fenae foi definida ontem no primeiro dia da reunião do Conselho Deliberativo Nacional (CDN), que acontece em Brasília (DF) e prossegue hoje. Três nomes vão compor a comissão eleitoral: dois indicados pelo CDN (Emerenciana Barbosa do Rego – Apcef/PE e Isabel da Silva – Apcef/DF) e um indicado pela Diretoria Executiva da Fenae (Orlando Gasparini – Seeb/DF).

Homenagem
Na reunião de ontem do CDN, o debate sobre os aposentados contou com a participação do presidente da Fenacef, Décio de Carvalho, que na ocasião compartilhou sua história de luta pelos direitos dos aposentados e pensionistas da Caixa. “Se a pessoa não estiver na condição de aposentado, ela não sabe o que se passa” – afirmou. Décio de Carvalho também ressaltou a importância da parceria da Fenacef com a Fenae, acrescentando que a união de ativos e aposentados tem sido fundamental para a luta de recuperação das perdas e por condições dignas de trabalho, independentemente de época, categoria ou condição em que cada empregado tenha se aposentado.

Também estiveram presentes neste debate o vice-presidente da Fenacef, Carlos Levino Vilanova, e Olívio Gomes Vieira, do Conselho Fiscal da Fenae e presidente da Apacef/RJ, que falaram sobre os planos de previdência, plano de saúde e a importância de sempre serem buscadas as melhores condições para o aposentado.

O diretor-presidente da Fenae, José Carlos Alonso, destacou a importância das lideranças dos aposentados para o movimento dos empregados da Caixa, que abrem mão até de questões pessoais para contribuir com a luta do coletivo. Em seguida, deu início à homenagem a Décio de Carvalho, “uma pessoa que fez toda a diferença para o aposentado e também para o pessoal da ativa”.

Uma apresentação, com música e fotos no telão, fez o registro da trajetória de Décio de Carvalho, que recebeu ainda uma placa em homenagem ao trabalho de dedicação ao conjunto dos empregados da Caixa, entregue por Ely Custódio Freire (membro do Conselho Fiscal da Fenae).

Funcef
Em seguida houve o debate sobre a Funcef com Carlos Caser (diretor de Controladoria). Ele apresentou um balanço sobre a fundação no primeiro semestre deste ano, mostrando indicadores patrimoniais, lista de investimentos e rentabilidade por plano, despesas administrativas e quantidade de participantes e assistidos pelos planos de benefícios.

Os membros do CDN decidiram encaminhar ao Conselho Deliberativo da Funcef, que se reúne no próximo dia 15 de agosto, em Brasília, um documento de apoio ao GT de Recuperação das Perdas, instituído em 28 de fevereiro. Também será encaminhado à Caixa pedido para reabertura imediata do processo de saldamento do REG/Replan e de adesão ao Novo Plano, por um período de mais 30 dias. O CDN deu aval ainda para as Apcefs realizarem uma campanha por novas adesões ao Novo Plano.

Reestruturação da Caixa
O vice-presidente de Atendimento e Distribuição da Caixa, Carlos Borges, esteve na reunião do CDN para falar sobre o desafio a ser enfrentado pelo novo modelo de gestão da empresa, que passará a ser focado no atendimento ao público, já que antes a prioridade era a comercialização.

De acordo com Borges, há também uma preocupação muito grande com a humanização do atendimento de metas, que hoje sobrecarrega o empregado da Caixa, empresa que conta com reduzido número de profissionais na rede. Ele também adiantou que não haverá plano de demissão voluntária e sim um plano de apoio à aposentadoria.

Em seguida José Durval Reis, da Suade, destacou os princípios do novo modelo de gestão da Caixa: governança mais adequada, fortalecimento do atendimento, reforço às relações com os empregados e respeito à diversidade regional.

Debate com o ministro Patrus Ananias
Outro destaque do primeiro dia da reunião do CDN foi o debate com o ministro Patrus Ananias, do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, como parte das atividades que a Fenae desenvolve na Semana Nacional pela Cidadania e Solidariedade, com base nas oito Metas do Milênio estipuladas pela Organização das Nações Unidas (ONU).

No debate com os membros do CDN, do qual participou também empregados da Caixa e colaboradores do Grupo Fenae, Patrus Ananias apresentou uma síntese dos trabalhos desenvolvidos pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, mostrando o desempenho e a influência das políticas públicas na melhoria das condições de vida da população. Entre os dados mais significativos, destacam-se o aumento de orçamento do Ministério, desde 2004 até hoje, que praticamente dobrou: de R$ 14,3 bilhões em 2004 para R$ 24,4 bilhões em 2007.

Segundo Patrus Ananias, as principais políticas de assistência envolvem o Benefício de Prestação Continuada (BPC), o Bolsa Família e outras ações compartilhadas com outros ministérios, a exemplo do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (Peti), do Sentinela, do Agente Jovem e do Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional. Todas essas políticas estão relacionadas com os Objetivos do Milênio da ONU, que são, nas palavras do ministro, “um pacto civilizatório mínimo assinado por diversos países”.

Houve ainda uma apresentação sobre os avanços produzidos em Caraúbas do Piauí, município em que o Movimento Solidário da Fenae atua em conjunto com o governo do Estado e outras entidades da sociedade civil para o alcance das Metas do Milênio.

O debate foi encerrado com o ministro respondendo a uma provocação sobre qual seria a porta de saída do Bolsa Família, pergunta que sintetiza a crítica de que o programa “só dá o peixe e não ensina a pescar”. Ele respondeu: “A porta de saída não existe. Porque ter porta de saída significa que a pessoa é indesejada, reflete um preconceito contra os pobres, que é uma herança do passado colonial. Por isso, vou continuar é fazendo mais e mais portas de entrada para a cidadania. Assistência social não é um favor, é um direito de todo cidadão”.

CDN: pauta do dia de hoje
A pauta do último dia da reunião do CDN nesta quinta-feira, dia 9 de agosto, prevê a discussão sobre os seguintes assuntos: jogos regionais, Jogos Fenae em 2008 (definição da sede do evento), programa PAR, projeto “Eu Faço Cultura”, Fenae Corretora, integração tecnológica Fenae/Apcefs, CEE/Caixa (conferência nacional da Contraf/CUT e Conecef), campanha “Mais empregados para a Caixa - Mais Caixa para o Brasil”, Música Fenae e Circuito Cultural.

Acesse as redes da Fenae:

Acesse e conheça as vantagens de ser um associado

Veja também
Nenhum registro foi encontrado.

selecione o melhor resultado