Notícias

Live Funcef 14.08.jpg

14/08/20 14:41 / Atualizado em 14/08/20 14:50

minuto(s) de leitura.

Resultados Funcef: Live da Fenae discute resultados da Funcef

Transmissão aconteceu na quarta-feira (12/8) pelo Facebook

A Fenae realizou na quarta-feira (12/8) Live no Facebook para tratar dos resultados dos planos de benefícios da Funcef no primeiro trimestre de 2020 e dos números parciais do semestre. 

O Assessor de Previdência da Fenae, Paulo Borges, explicou que nesse ano, o deficit dos planos cresceu R$ 2,354 bilhões, alcançando em março R$ 8,640 bilhões. Os números do semestre divulgados até então, mostram que a perda acumulada nos planos, de janeiro a junho de 2020, foi de R$ 723,6 milhões. Os balanços de abril, maio e junho ainda não foram publicados, o que impede análise completa de resultados.  

“Ainda não temos muitos detalhes sobre os números deste semestre, mas o que foi divulgado sinaliza uma perspectiva de recuperação, principalmente na renda variável”, ressalta.    

Esse montante é inferior aos R$ 2,3 bilhões negativos registrados até março de 2020, mas ainda assim o total em deficit consolidado se elevou a R$ 7 bilhões, valor 10,3% superior ao de dezembro de 2019, R$ 6,286 bilhões. O total representa deficits que se acumulam desde 2016. 

Para a Diretora de Saúde e Previdência da Fenae, Fabiana Matheus, a Funcef, mais uma vez, mostra grandes problemas com a política de investimentos.  “A política de investimentos da Funcef é descasada da realidade dos planos e da realidade econômica. Se a gente for olhar os principais investimentos que performaram bem e comparar com a alocação dos recursos, percebemos essa discrepância”. Além disso, a Diretora relembrou o impacto da redução da meta atuarial realizada pela Funcef há dois anos. O deficit aumentou R$ 6.6 bilhões só com o provisionamento feito para cobrir a redução de 1 p.p.  

 “Temos um impacto de uma conta que não sabemos quando vai chegar e que custou mais de 6 bilhões. Não nos perguntaram se queríamos fazer a redução da meta atuarial e ninguém explicou por que seria bom para os participantes, já que para os gestores foi ótimo pois manteve o conforto na renda fixa”, afirma Fabiana.    

Contencioso judicial    

O contencioso judicial é o passivo trabalhista bilionário gerado pela Caixa, que não cumpre a legislação trabalhista e desrespeita os direitos de milhares de empregados, que se vêm obrigados a buscar a Justiça para reparação. Ao todo, o impacto é estimado em R$ 3,2 bilhões, o equivalente a mais da metade do déficit acumulado nos planos administrados pela fundação.   

Fabiana explica que a Funcef não revela quanto já foi e vem sendo pago ao longo dos anos, prejuízo que foi integralmente transferido para os participantes e não adota nenhuma medida para cobrar da Caixa esses valores. “A direção da Funcef não cumpre com suas atribuições de administrar com excelência os planos de benefício, uma vez que não faz nada para resolver a questão do contencioso”.  

A Diretora de Assuntos de Aposentados e Pensionistas da Fenae, Vera Leão, também defendeu que não são os direitos dos trabalhadores que estão sendo contestados e sim a responsabilidade da Caixa e da Funcef em manter o equilíbrio dos planos. “A Caixa precisa reconhecer o contencioso como sua dívida e indenizar o empregado por seus direitos adquiridos. Precisamos fazer apelos e manifestações para que isso aconteça”, afirmou.    

Durante a transmissão, os debatedores também esclareceram dúvidas dos participantes sobre a queda da taxa Selic em relação aos planos de benefícios, investimentos e perspectivas para os próximos meses.    

Assista a live na íntegra 

 

 

 

Acesse as redes da Fenae:

Acesse e conheça as vantagens de ser um associado

Veja também
Nenhum registro foi encontrado.

selecione o melhor resultado