Notícias

11/03/13 05:25 / Atualizado em 11/03/13 05:29

minuto(s) de leitura.

Pesquisa do Dieese aponta que cesta básica mantém tendência de alta em 18 capitais do país

Maiores aumentos foram apurados em cidades como Recife, Fortaleza e João Pessoa, enquanto ocorreram retrações em Vitória, Goiânia e Brasília. São Paulo foi a capital com o maior valor para a cesta básica

Fenae Net

A Pesquisa Nacional da Cesta Básica, elaborada mensalmente pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), revela que os preços dos gêneros alimentícios essenciais continuaram em alta e subiram em 15 das 18 capitais pesquisadas em fevereiro deste ano. Os maiores aumentos foram apurados em Recife (8,35%), Fortaleza (7,22%) e João Pessoa (7,11%), enquanto ocorreram retrações em Vitória (-0,63%), Goiânia (-0,56%) e Brasília (0,24%).

No período, segundo o Dieese, São Paulo foi a capital com o maior valor para a cesta básica (R$ 326,59), seguida por Porto Alegre (R$ 318,16), Florianópolis (R$ 314,46) e Manaus (R$ 314,18). Os menores valores médios foram registrados em Aracaju (R$ 238,40), Campo Grande (R$ 269,38) e Salvador (R$ 270,04).

Ainda em fevereiro deste ano, com base no custo apurado para a cesta básica em São Paulo, e levando em consideração determinação constitucional, o salário mínimo necessário para suprir as despesas de um trabalhador e sua família com alimentação, moradia, saúde, educação, vestuário, higiene, transporte, lazer e previdência, conforme estimativa mensal do Dieese, deveria ter sido de R$ 2.743,69, o que representa 4,05 vezes o mínimo em vigor, de R$ 678,00. Em igual período do ano passado, o valor necessário para atender às despesas mínimas de uma família chegava a R$ 2.323,21 – 3,74 vezes o mínimo de então – R$ 622,00.

A pesquisa do Dieese aponta ainda que, nos dois primeiros meses de 2013, as 18 capitais registraram alta nos preços dos itens que compõem a cesta básica. Nesse ranking, a liderança ficou com Salvador (18,90%), Natal (18,20%) e Aracaju (16,83%), enquanto as maiores quedas foram verificadas em Belém (5,57%), São Paulo (7,11%) e Vitória (7,74%).

E mais: em fevereiro, para comprar os gêneros alimentícios essenciais, o trabalhador remunerado pelo salário mínimo precisou realizar, na média das 18 capitais pesquisadas, jornada de 94 horas e 57 minutos, tempo superior às 92 horas e 17 minutos exigidas em janeiro.

A íntegra da Pesquisa Nacional da Cesta Básica está disponível no “Espaço Dieese” do portal da Fenae (www.fenae.org.br), hospedado no link “Publicações”. Confira aqui.

Desoneração de todos os produtos da cesta básica
Na sexta-feira (8), durante pronunciamento em rede nacional de rádio e televisão por ocasião do Dia Internacional da Mulher, a presidenta Dilma Rousseff anunciou a desoneração de todos os produtos da cesta básica, que passarão a ser isentos de impostos federais. Na mesma ocasião, o governo também ampliou o número de itens que compõem a cesta básica e a lista de produtos que terão impostos federais reduzidos a zero, incluindo carnes (bovina, suína, aves e peixe), arroz, feijão, ovo, leite integral, café, açúcar, farinhas, pão, óleo, manteiga, frutas, legumes, sabonete, papel higiênico e pasta de dentes.

Parte desses produtos já estava isenta de Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) e agora serão liberados da alíquota de 9,35% do PIS/Cofins. A desoneração será regulamentada por uma medida provisória e um decreto, publicados em edição extra do “Diário Oficial da União”.

Com a renúncia fiscal sobre os produtos da cesta básica, o governo vai abrir mão de R$ 7,3 bilhões por ano, segundo Dilma. "Mas os benefícios que virão para a vida das pessoas e para a nossa economia compensam o corte na arrecadação", disse. A medida, segundo a presidenta, também terá impacto na redução de custos para produtores rurais e comerciantes, o que poderá beneficiar a expansão de pequenos negócios e ajudar a estimular a economia.

Acesse as redes da Fenae:

Acesse e conheça as vantagens de ser um associado

Veja também
Nenhum registro foi encontrado.

selecione o melhor resultado