Notícias

14/09/07 07:07 / Atualizado em 13/12/08 10:55

minuto(s) de leitura.

MG: Tribunal Regional do Trabalho condena Caixa por danos decorrentes de assalto

Fenae Net

Saiu a sentença do Tribunal Regional do Trabalho de Minas Gerais (TRT/MG) condenando a Caixa Econômica Federal a pagar uma indenização de R$ 80 mil a uma bancária afastada em decorrência de síndrome de pânico, adquirida após diversas tentativas de seqüestro. O despacho, concedido com base em ação judicial impetrada pelo Sindicato dos Bancários de Belo Horizonte e Região, e prevê que os bancos tornem-se responsáveis pelos danos derivados de assaltos, devido explorarem uma atividade considerada de risco.

No entendimento do TRT/MG, mesmo que adote todas as medidas de segurança necessárias para minimizar os riscos de assaltos, o banco fica obrigado a indenizar os seus empregados que sofrerem algum abalo físico ou psicológico em virtude da ação de criminosos. A Caixa também foi condenada a pagar R$ 5 mil por rigor excessivo, tendo em vista que foi considerada abusiva a instauração de inquérito administrativo para apurar falha atribuída à bancária, durante o período em que estava atormentada pela ameaça de seqüestro.

A decisão é inédita e revela nova tendência do TRT/MG de considerar a atividade bancária como de alto risco, o que supõe reparação por danos materiais e morais sofridos pelos bancários, independentemente da adoção de dispositivos de segurança previstos em lei.

Acesse as redes da Fenae:

Acesse e conheça as vantagens de ser um associado

Veja também
Nenhum registro foi encontrado.

selecione o melhor resultado