Notícias

FOTO-INSPIRA400.jpg

22/09/20 16:32 / Atualizado em 23/09/20 09:04

minuto(s) de leitura.

Maestro João Carlos Martins e bailarinos de Paraisópolis estarão no “Inspira: Quem jamais te esqueceria”

Além do talento, eles são exemplos de superação de limitações físicas e preconceito

Uma das atrações do “Inspira: Quem jamais te esqueceria”, espetáculo online que ocorrerá no dia 3 de outubro com patrocínio da Fenae e das Apcefs, será a apresentação do maestro João Carlos Martins e da dupla de bailarinos Mariana Souza Farias e Luiz Fabiano Lima Dias da escola Ballet Paraisópolis. Os três, além de talentosos, são exemplos de superação. 

Por conta de uma série de problemas de saúde que limitaram a movimentação de suas mãos, o pianista e maestro João Carlos Martins, referência da música clássica no Brasil e no mundo,  ficou quase 20 anos sem tocar  piano. O reencontro com o instrumento que o consagrou foi possível com o auxílio de uma luva biônica. O maestro voltou a se apresentar em janeiro deste ano durante concerto em homenagem aos 466 anos de São Paulo. 

João Carlos Martins ocupa um lugar ímpar no cenário musical brasileiro, tendo sido considerado um dos maiores intérpretes de Bach do século XX pela crítica internacional. Com carreira também no exterior, abandonou definitivamente os palcos como pianista em 2002 por problemas físicos. 

Em 2004 iniciou os seus estudos de regência. Apresentou-se com sucesso em Londres, Paris e Bruxelas como regente convidado, imprimindo em suas interpretações a mesma dinâmica que o fez quando pianista. E em 2018 idealizou o Projeto Orquestrando o Brasil, que reúne hoje 437 orquestras, bandas e outras formações musicais, com a participação de mais de dezoito mil músicos, em cerca de 200 municípios brasileiros. 

Já Mariana Souza Farias, 17 anos, foi atropelada na infância e os médicos diziam que ela não voltaria a andar. Ela persistiu com o apoio da escola de Ballet Paraisópolis, da qual faz parte desde a primeira turma em 2012. O ballet, com a presença da Mariana se apresentou, a convite da Brazil Foundation, do Gala NY 2019.

 Luiz Fabiano Lima Dias, 15 anos, teve de superar o preconceito da sociedade para seguir a carreira de bailarino na Escola de Ballet de Paraisópolis. No seu primeiro ano como aluno, conquistou o segundo lugar no Festival de Dança de Joinville. O padrasto dele foi da escola de ballet e ajudou o rapaz a enfrentar o preconceito na comunidade e dentro da própria família. 

O Ballet Paraisópolis , idealizado e fundado em 2012 por Monica Tarragó e Gilson Rodrigues, tem como objetivo transformar a vida de famílias que moram na segunda maior comunidade de São Paulo. Sem fins lucrativos, o projeto oferece aulas gratuitas de balé e dança – contemporânea e moderna – a crianças e jovens da região, entre 8 e 18 anos de idade, proporcionando contato direto com a arte, educação e cultura. O Ballet já ganhou várias premiações no Festival de Dança de Joinville, também em São Paulo, e já se apresentou no XVII Gala NY a convite da Brazil Foundation. 

Inspira

Com o patrocínio da Fenae e das Apcefs, o “Inspira: Quem jamais te esqueceria”, vai reunir produções culturais independentes e grandes nomes da cultura nacional. O espetáculo acontecerá no dia 3 de outubro, às 18h, e irá estimular doações do público para os artistas da comunidade de Paraisópolis. 

Além de shows musicais, o evento contará com atividades literárias, teatrais, poéticas, de artes visuais e muito mais! Em formato de "live-filme" - uma mistura de produção cinematográfica e interpretações ao vivo - a transmissão será feita via canais da Inspirartes Cultural - no YouTube e Facebook. 

Estão confirmados artistas como Armand Amar, Chico César, Clarice Niskier, Duo Querubim, Elisa Lucinda, Elza Soares, Flávio Renegado, Dori Caymmi, Erika Riba, Flávio Venturini, Francis Hime, Olivia Hime, Gilberto Gil, Gilson Rodrigues, Julia Myara, Maestro João Carlos Martins, Marcelo Gleiser, Marcus Viana, Maria Gadú, Milton Hatoum, Mônica Salmaso Orquestra Filarmônica de Paraisópolis, Unidos de Paraisópolis, Simone Soul e Yann Arthus-Bertrand.

Além da Fenae e das Apcefs, a live terá e apoio do G-10 Favelas, Favela Music, Civi-co e Canal Curta.

 

 

Acesse as redes da Fenae:

Acesse e conheça as vantagens de ser um associado

selecione o melhor resultado