Notícias

WhatsApp Image 2021-05-27 at 15.00.24 _1_.jpeg

27/05/2021 18:51 / Atualizado em 29/05/2021 16:08

minuto(s) de leitura.

Live A Caixa é do Brasil - #PrivatizaNão discutiu privatização e impactos nas políticas públicas

“O governo está tirando a função mais importante do banco público, que é atender a população”, disse o presidente da Fenae, Sergio Takemoto sobre a importância da Caixa para o país

A live A Caixa é do Brasil. #PrivatizaNão, realizada pela Federação Nacional das Associações do Pessoal da Caixa Econômica Federal (Fenae) nesta quarta-feira (26), possibilitou um debate com muita informação e qualidade sobre a importância do banco para a população e como o governo articula o esvaziamento das políticas públicas operadas pela Caixa com objetivo privatizá-la. 

O bate-papo reuniu o presidente da Federação, Sérgio Takemoto; a ex-presidenta da Caixa, Maria Fernanda Coelho; a deputada federal, Erika Kokay (PT/DF) e o economista Eduardo Moreira, que conduziu a live.  

Leia alguns trechos dos temas debatidos 

Privatização e o impacto nas políticas públicas - Sergio Takemoto defendeu a Caixa como patrimônio que pertence aos brasileiros e falou sobre a intenção do Governo sucatear as políticas públicas para facilitar a privatização do banco. Exemplos são o corte de recursos para a Faixa 1 do Minha Casa Minha Vida (atual Casa Verde e Amarela) – família que recebe até R$ 1.800,00, para o Fies e o esvaziamento dos recursos do FGTS.  

“O governo está tirando a função mais importante do banco público, que é atender a população. Estão tirando suas funções sociais, o que é um ataque ao Brasil” Sérgio Takemoto 

Privatização aos pedaços - “Estamos vivenciando uma privatização da Caixa aos pedaços. É uma privatização extremamente covarde porque não enfrenta a discussão com a população”. Erika Kokay 

“Esse presidente da Caixa, que diz que a Caixa não será privatizada, está privatizando de uma forma muito cínica e criminosa. Porque para privatizá-la aos pedaços, teoricamente não precisa da autorização do Legislativo” . Erika Kokay 

#PrivatizaNão - “Os empregados da Caixa são contra a privatização pois sabem a importância do banco para o pais, para combater a desigualdade e injustiça social” Sergio Takemoto 

Lucro a partir da venda de ativos - A deputada ressaltou que o lucro da Caixa no primeiro trimestre de 2021 não foi operacional, mas a partir da venda de ativos - o que descapitaliza o banco, já que os recursos serão destinados ao pagamento de dívida pública. 

Sobre isso, Eduardo Moreira destacou. “Não caiam nessa armadilha de ‘lucro maior’ porque temos que colocar vários asteriscos [na afirmação]. Primeiro porque tem venda de ativos – que não vai mais gerar resultado para a empresa” 

“Em nenhum lugar do mundo se analisa uma empresa pública simplesmente a partir do lucro que ela dá. O que se avalia é o quanto ela pode oferecer para uma Nação” 

Importância dos bancos públicos em momentos de crise – “A privatização foi questionada justamente na crise de 2008 – os países que tinham bancos públicos conseguiram reagir. No Brasil, enquanto os bancos públicos cresceram a oferta de crédito em 12 pontos percentuais, os privados regrediram em 9 pontos percentuais”. Maria Fernanda Coelho 

“Todo o processo de privatização é um desmonte do Estado brasileiro. É um símbolo do Estado mínimo. E o que se vê no mundo é justamente o inverso”. Maria Fernanda Coelho 

Privatização da Caixa, Eletrobrás e Correios ao mesmo tempo é intencional – “Neste novo modelo de mercado, de economia, os principais custos para a população serão energia, envio de mercadorias e financiamento. Portanto, gravem isso – não é à toa que a privatização da Eletrobras, Correios e Caixa estão sendo feitas ao mesmo tempo. Isso vai acabar com a possibilidade dos pequenos negócios existirem porque vai gerar uma dependência gigante dos grandes grupos”. Eduardo Moreira. 

Auxílio Emergencial - “A Caixa ficou sozinha no pagamento do auxílio emergencial e o empregado arriscou a vida para atender a população. Fizeram o pagamento e desenvolveram um aplicativo para atender milhões de pessoas. Sem nenhum apoio do Governo Federal”. Sergio Takemoto 

Vacina Já - “Mesmo estando na linha de frente, os empregados da Caixa não foram incluídos no Plano Nacional de Imunização. E as entidades estão cobrando”. Sergio Takemoto 

Perdeu a live? Assista aqui

Acesse as redes da Fenae:

Acesse e conheça as vantagens de ser um associado

selecione o melhor resultado