Notícias

25/10/2007 05:07 / Atualizado em 13/12/2008 10:55

minuto(s) de leitura.

Incorporação do BRB pelo BB dependerá de preço

O presidente do Banco do Brasil (BB), Antônio Francisco de Lima Neto, confirmou a um grupo de parlamentares brasilienses o interesse na incorporação do Banco de Brasília (BRB). Segundo deputados presentes à reunião ontem, Lima Neto afirmou que iniciou as negociações com o Governo do Distrito Federal, mas não há prazos para a conclusão das conversas. O presidente deixou claro que a concretização do negócio vai depender do preço que o GDF pretende pedir para abrir mão do BRB.

“Ele não pôde dar muita informação sobre as negociações por causa das restrições impostas pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM). Mas confirmou que o BB tem interesse na incorporação e que há um processo de negociação em curso, cujo sucesso depende das condições pedidas”, disse o deputado Geraldo Magela (PT-DF), organizador da reunião. Segundo Magela, Lima Neto não quis falar em valores. “O presidente deu a entender que o BB não vai aceitar qualquer preço. Não vai negociar com a faca no pescoço.”

Segundo Magela, os parlamentares do DF se dividem quanto à negociação. Alguns defendem que o BRB seja mantido nas mãos do GDF, mas aceitam a incorporação pelo BB, se não houver outra solução. Outros, como o deputado Osório Adriano (DEM), preferem que o banco brasiliense seja vendido para a instituição que oferecer o melhor preço, independentemente de ser oficial ou privada. A maioria é contra a privatização e a favor da incorporação pelo BB.

Além de Magela e Adriano, a comissão foi formada pelos deputados federais Augusto Carvalho (PPS) e Rodovalho (DEM), o senador Adelmir Santana (DEM) e os deputados distritais Alírio Neto (PPS), Chico Leite (PT), Rôney Nemer (PMDB) e Érika Kokay (PT). Lima Neto, que não quis dar entrevistas sobre a reunião de ontem, garantiu que vai manter os parlamentares informados sobre o andamento das negociações com o GDF. Na sua política de expansão, o BB está incorporando o Banco do Estado de Santa Catarina (Besc) e também está de olho no Banco do Estado do Piauí (BEP).

Acesse as redes da Fenae:

Acesse e conheça as vantagens de ser um associado

Veja também
Nenhum registro foi encontrado.

selecione o melhor resultado