Notícias

14/12/11 07:56 / Atualizado em 14/12/11 07:58

minuto(s) de leitura.

Governo federal promove semana pela doação de medula óssea

Fenae Net

Pelo terceiro ano consecutivo, a Semana Nacional de Mobilização pela Doação de Medula Óssea é realizada em todo país. O objetivo é conscientizar a sociedade sobre as doenças tratadas com o transplante de medula e a necessidade de que doadores do Registro Nacional de Doadores Voluntários de Medula Óssea (Redome) permaneçam com seus cadastros ativos e atualizados.

A Lei Pietro, sancionada em 2009, instituiu a Semana de Mobilização Nacional para Doação de Medula Óssea entre os dias 14 e 21 de dezembro. Por todo Brasil são promovidas diversas atividades de esclarecimento sobre a doação e transplante de medula óssea. Pietro era filho do deputado gaúcho Beto Albuquerque (PSB) e morreu após lutar, por 14 meses, contra uma leucemia mielóide aguda. Pietro chegou a realizar o transplante de medula, mas já se encontrava debilitado pelos efeitos da leucemia.

Doação de medula
Qualquer pessoa entre 18 e 55 anos com boa saúde pode doar medula óssea. Esta é retirada do interior de ossos da bacia, por meio de punções, e se recompõe em apenas 15 dias. Se você deseja doar sua medula, é preciso se cadastrar como doador voluntário de medula óssea nos hemocentros nos estados.

Para isso, é preciso preencher um formulário com dados pessoais e conceder uma amostra de sangue (5ml) para testes. Estes testes determinam as características genéticas que são necessárias para a compatibilidade entre o doador e o paciente.

Os dados pessoais e os resultados dos testes são armazenados em um sistema informatizado que realiza o cruzamento com dados dos pacientes que estão necessitando de um transplante. Em caso de compatibilidade com um paciente, o doador é então chamado para exames complementares e para realizar a doação. A chance de encontrar uma medula compatível é, em média, de uma cem mil.

Quando um paciente necessita de transplante e não possui um doador na família, esse cadastro é consultado. Se for encontrado um doador compatível, ele será convidado a fazer a doação. A doação é um procedimento que se faz em centro cirúrgico, sob anestesia peridural ou geral, e requer internação por um mínimo de 24 horas. Nos primeiros três dias após a doação pode haver desconforto localizado, de leve a moderado, que pode ser amenizado com o uso de analgésicos e medidas simples. Normalmente, os doadores retornam às suas atividades habituais depois da primeira semana.

Um doador de medula óssea deve manter seu cadastro sempre atualizado. Caso haja alguma mudança, é preciso preencher este formulário.

Acesse as redes da Fenae:

Acesse e conheça as vantagens de ser um associado

Veja também
Nenhum registro foi encontrado.

selecione o melhor resultado