Notícias

08/01/2008 06:44 / Atualizado em 13/12/2008 10:55

minuto(s) de leitura.

Funcef incorpora responsabilidade social

O quadro de empregados da Funcef cresceu neste início de ano. Além de incorporar 38 empregados de uma empresa prestadora de serviço, foram contratados 13 adolescentes aprendizes e nove pessoas com deficiência.

A incorporação dos profissionais de serviços gerais permitirá à Fundação a gestão efetiva dos serviços ora terceirizados da Fundação e a criação de novas oportunidades de ascensão profissional a este grupo, em atendimento às melhores práticas de responsabilidade social.

A inserção de pessoas com deficiência no mercado de trabalho obedece ao artigo 93 da Lei 8.213/91. No Brasil, estima-se que 2,4 milhões de pessoas têm algum tipo de deficiência. Desse contingente, o equivalente ao número de habitantes de uma cidade do tamanho de Salvador (BA), apenas 2,049% possui emprego formal com carteira assinada, pouco acima da cota mínima exigida por lei (2%).

A FUNCEF também aderiu ao Programa Adolescente Aprendiz criado para preparar adolescentes vítimas da exclusão social para o exercício profissional e adequada inserção profissional. A Lei 10.097/00 determina que todas as empresas de porte médio e grande disponibilizem em seus quadros no mínimo 5% e no máximo 15% de vagas para aprendizes. O aprendiz tem seu processo de aprendizagem teórica, programado e acompanhado pelo Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE), a fim de propiciar um processo educativo integral e de qualidade às novas gerações.

Acesse as redes da Fenae:

Acesse e conheça as vantagens de ser um associado

Veja também
Nenhum registro foi encontrado.

selecione o melhor resultado