Notícias

20/02/2013 07:52 / Atualizado em 20/02/2013 08:09

minuto(s) de leitura.

Fenae parabeniza empregados da Caixa por lucro recorde

Lucro liquido alcançado foi de R$ 6,1 bilhões. Ampliação da oferta de crédito foi decisava para o resultado

Fenae Net

O anúncio nesta terça-feira dos resultados da Caixa em 2012 foi motivo de grande satisfação entre todos aqueles que se dedicam diariamente à empresa. Mesmo em ambiente de significativa redução das taxas de juros e do spread bancário, no qual a própria Caixa assumiu a liderança das iniciativas que levaram às seguidas quedas, o lucro liquido alcançado foi recorde: R$ 6,1 bilhões.

Um dos fatores apontados como decisivo para o resultado foi o lançamento do programa Caixa Melhor Crédito, em abril de 2012, que ampliou significativamente a participação da empresa no mercado. Foram abertas 6,8 milhões de novas contas, o que representou aumento de 12,3% para 15% na fatia do mercado ocupada pela Caixa.

Foram 6,7 milhões de novos correntistas e poupadores a iniciarem relacionamento bancário com o banco em 2012. Apenas correntistas no segmento de pessoas físicas foram 3,1 milhões, enquanto no segmento de pessoas jurídicas foram 350 mil. A base de clientes totalizou 65,2 milhões, uma evolução de 11,4% em relação ao ano anterior.

A carteira de crédito da Caixa cresceu 42%, encerrando o ano com saldo de R$ 353,7 bilhões. Foi, de longe, a maior expansão de crédito do mercado – a média de crescimento entre todas as instituições ficou em 15%.

A contratação imobiliária atingiu R$ 106,7 bilhões, um crescimento de 33,3% em relação ao mesmo período de 2011. Desse total, R$ 46,7 bilhões foram realizados com recursos da poupança (SBPE) e R$ 38,7 bilhões nas linhas que utilizam o FGTS.

Além do excelente desempenho face à concorrência, a Caixa mostrou arrojo também no cumprimento de seu papel social. No programa Minha Casa Minha Vida, por exemplo, desde o seu lançamento em 2009 até o final de 2012, a Caixa contratou 2,1 milhões de novas moradias, totalizando R$ 134,5 bilhões. Destas contratações, já foram entregues aos beneficiários mais de 1 milhão de unidades habitacionais, beneficiando cerca de 4,1 milhões de pessoas.

A Fenae lembra que tudo isso é fruto de árduo e intenso trabalho realizado pelos bancários, com esforço ainda maior daqueles que atuam nas unidades de ponta. O presidente da Federação, Pedro Eugenio Leite, parabenizou a cada um dos empregados e empregadas por terem levado a Caixa a este resultado recorde, mesmo enfrentando as dificuldades provocadas por escassez de pessoal, agências mal equipadas e subdimensionadas e acúmulo de horas extras muitas vezes não remuneradas, entre outros percalços.

“Espero que a direção da Caixa passe a demonstrar maior reconhecimento pelo valor de seu corpo funcional, começando pelo anúncio imediato da data de pagamento da PLR e que isso não passe de 1º de março”, cobrou Pedro Eugenio.
 

Acesse as redes da Fenae:

Acesse e conheça as vantagens de ser um associado

Veja também
Nenhum registro foi encontrado.

selecione o melhor resultado