Notícias

EFC-600x400.png

27/03/2017 07:42 / Atualizado em 27/03/2017 09:45

minuto(s) de leitura.

Eu Faço Cultura reestrutura biblioteca pública de Cosmópolis (SP)

A biblioteca José Kalil Aun, na cidade paulista, foi destruída por um incêndio no final do ano passado. Instituição vai receber mil livros nesta segunda-feira

Notícias

No dia 3 de dezembro de 2016, um incêndio destruiu a Biblioteca Municipal de Cosmópolis (SP) e mais dois estabelecimentos comerciais. O fogo começou por volta das 23h em uma pizzaria na Rua Antônio Carlos Nogueira, no centro. As chamas se espalharam e chegaram ao prédio público e a uma funilaria. Os três imóveis ficaram destruídos, mas ninguém ficou ferido.

Além dos livros, a Biblioteca José Kalil Aun mantinha um acervo da cidade e arquivos com jornais publicados desde 1923. Todos os materiais foram destruídos. O ator Kiko Pissolato, que nasceu em Cosmópolis e conhece o Eu Faço Cultura, fez contato com a equipe do projeto e sugeriu que o produto Biblioteca Renovada fosse doado para a cidade. A sugestão não poderia ter sido mais acertada.

Nesta segunda-feira (27), a partir das 15h, 1.000 exemplares serão entregues para a instituição. “O Eu Faço Cultura já beneficiou 24 ONGs e escolas públicas com o Biblioteca Renovada, em 19 cidades de todas as regiões brasileiras. Essa é apenas uma das iniciativas Fenae e das Apcefs para espalhar cultura pelo país. É sempre muito gratificante fazer a entrega dos livros e ver o sorriso no rosto dos beneficiados”, destaca Moacir Carneiro, diretor de Cultura da Federação.

Eu Faço Cultura

O Eu Faço Cultura tem uma proposta inédita no Brasil e funciona da seguinte forma: o projeto compra ingressos/produtos do produtor cultural ou fornecedores de cultura e distribui a pessoas de baixa renda com subsídio total do governo federal, por meio da Lei Rouanet. Uma iniciativa da Fenae e das Apcefs, com a participação de milhares de empregados da ativa e aposentados da Caixa Econômica Federal.

O maior diferencial do EFC é a facilidade de participar e a ampla oferta de produtos culturais gratuitos oferecidos. O produtor cultural só precisa cadastrar seu projeto e aguardar a aprovação dos documentos que comprovam a legitimidade e qualidade do produto. Beneficiários (participantes de programas sociais, microempreendedores individuais e diretores de escolas públicas ou ONGs) só precisam efetuar um cadastro para resgatar 1 par de ingressos por ano. No caso de instituições, 1 par de ingressos por aluno/integrante da ONG.

Para mais informações acesse o www.eufacocultura.com.br.

Acesse as redes da Fenae:

Acesse e conheça as vantagens de ser um associado

selecione o melhor resultado