Notícias

20/08/2014 13:00 / Atualizado em 20/08/2014 14:00

minuto(s) de leitura.

Esses atletas incríveis e sua torcida particular - parte 2

A esposa de Alexandre Quintiliano Cabral Silva, atleta da equipe de vôlei de Alagoas, veio aos Jogos com o marido e o filho Artur pela primeira vez

Dentro das quadras, uma jovem divide igualmente sua atenção entre a partida de vôlei masculino e a arquibancada, onde um garotinho brinca ora com sua bolinha azul, ora com uma espada de plástico vivamente colorida. Ela se chama Kátia Macário Santos Quintiliano e o menino é seu filho, Artur. Dentro da quadra, jogando por Alagoas, está Alexandre Quintiliano Cabral Silva, seu marido há seis anos. É a primeira vez que todos vêm aos Jogos da Fenae, desde que Alexandre entrou na Caixa, há cinco anos, quase na mesma época em que Artur nasceu.

A esposa de Alexandre confessa que adora viajar e que não perderia a oportunidade de conhecer Goiânia. Diz que consegue fazer um pouco de turismo no fim da tarde e que pretende levar Artur a um parque aquático da cidade. Kátia, que é médica e teve que reorganizar seus plantões para vir, diz estar impressionada com o tamanho do evento. “Dá vontade de ser atleta também”, brinca. Mas sua melhor impressão dos Jogos vem do estímulo que o marido encontrou para investir na saúde. “Ele modificou os hábitos alimentares, diminuiu a bebida e treinou durante três meses, duas vezes por semana. Perdeu 7 quilos nesse período”, relata.

Para os Quintiliano, preparar-se para os Jogos da Fenae tornou-se uma atividade de toda a família. Além da programação da viagem, o casal teve de reorganizar a vida de Artur. Como os treinos aconteciam à noite e Kátia cumpre plantões, uma vez por semana o pequeno ficava com a avó e muitas vezes foi com a mãe ver o pai jogar na Apcef/AL. Artur está no primeiro período da escola e conseguiu autorização para faltar às aulas. O menino nem completou cinco anos, já tem 1,20 m de altura e pesa 29 quilos. Orgulhosa, a mãe conta que ele faz natação e aposta que será atleta. Quanto a ela e ao outro atleta, que está em quadra, Kátia afirma com muita certeza: “Nos Jogos que vem, a gente está aqui de novo.”

Leia também:

>> Esses atletas incríveis e sua torcida particular - parte 1 - Maria Fernanda, Daniel e Mariana, da Apcef/SP


 

Acesse as redes da Fenae:

Acesse e conheça as vantagens de ser um associado

Veja também
Nenhum registro foi encontrado.

selecione o melhor resultado