Notícias

18/12/14 07:44 / Atualizado em 18/12/14 09:13

minuto(s) de leitura.

Entidades da sociedade civil protocolam carta à Câmara dos Deputados, com pedido para cassação de Bolsonaro

Documento soma-se aos protestos pela atitude do parlamentar e expressa seu repúdio à desastrosa, irresponsável e vergonhosa intervenção de Bolsonaro no plenário da Casa Legislativa, em 9 de dezembro

Fenae Net

A Central Única dos Trabalhadores (CUT) e diversas organizações de mulheres e de defesa de direitos humanos protocolaram carta pública com pedido de cassação do deputado Jair Bolsonaro (PP/RJ) à Mesa Diretora e ao Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara dos Deputados. O documento soma-se “aos protestos pela atitude do parlamentar e expressa seu repúdio à desastrosa, irresponsável e vergonhosa intervenção deste senhor no plenário da Câmara, na tarde do último dia 9 de dezembro”.

O texto da carta pública lembra que, no momento em que a Câmara Federal tratava do Dia Internacional de Direitos Humanos, e em resposta à deputada Maria do Rosário (PT/RS), Bolsonaro proferiu um discurso desrespeitoso para com as mulheres, fez apologia à violência sexual contra as mulheres, violou todos os princípios dos tratados internacionais de direitos humanos dos quais o Brasil é signatário, desacatou autoridades governamentais da Unasul e promoveu a xenofobia, além de ferir a dignidade da população cubana, haitiana e migrantes hoje vivendo no país”.

Na carta pública à Câmara, as entidades da sociedade civil observam que não é a primeira vez que Bolsonaro viola o decoro parlamentar, mas em 9 de dezembro, especificamente, “todos os limites de respeito às cidadãs, aos cidadãos e à deputada Maria do Rosário foram violados”. Dizem também esperar que a Mesa Diretora da Câmara dos Deputados não seja conivente com a impunidade e solicita o encaminhamento ao Conselho de Ética e Decoro Parlamentar a abertura de um processo de cassação do mandato do deputado Jair Bolsonaro, com a punição cabível de suspensão de seus direitos políticos.

Confira aqui a íntegra da carta pública.

Acesse as redes da Fenae:

Acesse e conheça as vantagens de ser um associado

Veja também
Nenhum registro foi encontrado.

selecione o melhor resultado