Notícias

dia esquenta_Sao paulo_400.jpg

05/02/20 18:46 / Atualizado em 06/02/20 11:02

minuto(s) de leitura.

Empregados protestam contra reestruturação na Caixa

A mobilização teve como objetivo denunciar o ataque aos direitos dos trabalhadores e o desmonte do banco

 

Os empregados da Caixa realizaram nesta quarta-feira (5) mobilizações para denunciar os ataques que os trabalhadores vêm sofrendo e o desmonte da instituição. Sindicatos e federações se uniram para alertar sobre o plano de reestruturação proposta pela diretoria da Caixa, prevista para ser implementada em março. A ação vai afetar o papel social da Caixa, dirigindo o banco priorização do negócio em detrimento da atuação como agente do desenvolvimento. A mobilização foi uma prévia do Dia Nacional de Luta contra a Reestruturação, que acontecerá no próximo dia 13 de fevereiro.

Com visitas às Superintendências Regionais e agências, a mobilização alertou os empregados e a sociedade para a mudança significativa na estrutura do banco. Além disso, também foi distribuída a carta “É momento de defendermos a Caixa para todos os brasileiros”, elaborada pelas entidades para chamar atenção dos empregados sobre os pontos negativos da reestruturação. Confira aqui a íntegra da Carta. A mobilização também aconteceu nas redes sociais, com o twitaço usando as hashtags #SomosMuitasCaixas, #ACaixaéTodaSua.

Para o presidente da Federação Nacional das Associações do Pessoal da Caixa Econômica Federal (Fenae), Jair Pedro Ferreira, a indefinição provocada por medidas de reestruturações sem qualquer debate com os trabalhadores está gerando um clima de medo e insegurança no ambiente de trabalho. “É preciso que a Caixa seja mais transparente informando sobre os impactos que essas mudanças terão na vida de cada trabalhador e que os direitos dos empregados sejam respeitados”, defendeu.

O vice-presidente da Fenae, Sérgio Takemoto, visitou a superintendencia da Caixa em São Paulo e confirmou a apreensão dos trabalhadores com relação às mudanças. "Os empregados estão assustados e ansiosos por notícias sobre a reestruturação, onde vão ficar ou o que irá fechar. Nessa reunião pudemos chamar os trabalhadores para a mobilização em defesa da Caixa e dizer que a Fenae estará sempre apoiando os empregados e a Caixa 100% pública", afirmou. Takemoto também abordou os desafios do Saúde Caixa e a MP 905, que retira direitos conquistados pela categoria bancária.

Em Brasília (DF), o sindicato dos bancários visitou a Matriz 3 da Caixa. A representante da Contraf/CUT na Comissão Executiva dos Empregados (CEE/Caixa), Fabiana Uehara, destacou que a mudança poderá gerar mais assédio, cobranças de metas absurdas e adoecimento dos trabalhadores. "O sindicato estará à disposição para dar todo o respaldo aos empregados que poderão ser afetados", assegurou.

Ainda segundo Fabiana, a visita às agências é importante para salientar o papel fundamental dos trabalhadores na defesa do banco público. "A Caixa já passou por diversos ataques e foi graças à mobilização dos empregados que foi possível superar esses desafios. Defendendo a Caixa, defendemos os nossos direitos e da população", destacou.

SÃO PAULO

Em São Paulo, as visitas aconteceram em sete agências e em superintendências da instituição. De acordo com o coordenador da CEE/Caixa, Dionísio Reis, os trabalhadores estão indignados com as medidas tomadas pela gestão do banco. "Hoje foi um dia importante de luta e os trabalhadores puderam usar a #SomosMuitasCaixas e #ACaixaéTodaSua nas redes sociais para mostrar essa indignação. Porque nós somos muitas Caixas, todas importante nas cinco regiões do Brasil, para as prefeituras, estados e para o desenvolvimento do Brasil", avaliou Dionísio.

ESPÍRITO SANTO

Na capital do Espírito Santo, a mobilização dos empregados retardou em uma hora a abertura da agência da Reta da Penha.  “Essa reestruturação é a mudança do conceito da Caixa. É uma medida de desmonte da empresa como banco público”, denunciou a diretora do sindicato Rita Lima.

BAHIA

O sindicato dos bancários da Bahia realizou reuniões com empregados da Superintendência Regional, CICOC/REMOB, GIHAB e da agência digital, no Edifício 2 de Julho, na Paralela. Na oportunidade, os diretores do sindicato chamaram atenção para a necessidade dos trabalhadores participarem das mobilizações contra os ataques aos direitos. Trataram também das ameaças ao Saúde Caixa e ao acordo coletivo de trabalho, que vence em 31 de agosto.

CEARÁ

Em Fortaleza, a manifestação aconteceu na agência da Praça do Ferreira, onde os diretores do sindicato realizaram conversas com clientes e empregados denunciando os ataques ao banco e mostrando a importância de se manter a Caixa 100% pública. “Nunca se viu tamanha mudança no perfil da Caixa. O nosso foco é manter o papel social da Caixa, que o banco permaneça 100% público, atendendo a população, porque a Caixa é do povo brasileiro. Mas para que possamos vencer essa batalha, precisamos fortalecer ainda mais nossa mobilização e unidade, para garantir nossos direitos e a Caixa que queremos”, disse o diretor do sindicato e da Fenae, Marcos Saraiva.

MARANHÃO

Os bancários maranhenses concentraram na Praça Deodoro, no Centro de São Luís, em frente a Caixa, para defender os direitos dos trabalhadores. Os sindicalistas destacaram a política de demissão voluntária e o fechamento de agências realizadas pela gestão da Caixa e que ocasionará uma série de prejuízos aos bancários e à população.

SERGIPE

O Sindicato dos Bancários de Sergipe (SEEB/SE) se reuniu na Superintendência para falar contra o projeto de redução do perfil social da Caixa. Os sindicalistas também leram a carta do movimento sindical bancário (CEE/Caixa), Contraf, Fenae, Federação dos bancários da Bahia e Sergipe).

Rodada de Negociação

No dia 12 de fevereiro, a Comissão Executiva dos Empregados se reúne com a Caixa para mais uma rodada de negociação. A cobrança referente à reestruturação será pauta na reunião.

Tire suas dúvidas

Tem alguma dúvida sobre a reestruturação ou outro tema da Caixa? Envie um e-mail para o sindicato de sua região para que as dúvidas cheguem até o CEE/Caixa.

 

Acesse as redes da Fenae:

Acesse e conheça as vantagens de ser um associado

Veja também
Nenhum registro foi encontrado.

selecione o melhor resultado