Notícias

12/04/2011 09:34 / Atualizado em 12/04/2011 09:35

minuto(s) de leitura.

Editora Fundação Perseu Abramo reedita livro de Elisabeth Souza-Lobo

Fenae Net

A reedição da obra “A classe operária tem dois sexos – trabalho, dominação e resistência”, de Elisabeth Souza-Lobo, é uma homenagem à autora, retirada prematuramente da militância política e da pesquisa científica, num trágico acidente em João Pessoa (1991), durante atividades sobre gênero desenvolvidas junto a movimentos sociais da Paraíba.

Lançada pela editora Fundação Perseu Abramo na última sexta-feira (8), a nova edição inclui dois novos artigos e novo prefácio que contextualiza o trabalho de Beth Lobo, 20 anos depois. A autora inovou, desde o início dos anos 1980, as pesquisas sobre gênero e trabalho no Brasil, dedicando-se ao ensino e à pesquisa nessa área a partir de 1982, no corpo docente do Departamento de Sociologia da Universidade de São Paulo (USP).

No prefácio do livro, a professora Marilena Chaui destaca: “Não se trata apenas de uma justa homenagem a essa pioneira dos estudos de gênero na esfera do trabalho, mas também de assinalar as contribuições duradouras de sua obra, tão cedo truncada”. O livro é uma contribuição duradoura para os que, como Beth Lobo, estão empenhados na emancipação de homens e mulheres.

Acesse as redes da Fenae:

Acesse e conheça as vantagens de ser um associado

Veja também
Nenhum registro foi encontrado.

selecione o melhor resultado