Notícias

27/05/09 10:20 / Atualizado em 27/05/09 10:21

minuto(s) de leitura.

Dieese divulga balanço dos pisos salariais negociados no ano de 2008

Fenae Net

Em 2008, segundo pesquisa do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), a distribuição dos pisos salariais não apresentou modificações substanciais em relação ao observado em 2007. Os mais freqüentes foram os pisos definidos segundo a função desempenhada pelo trabalhador, constando em pouco mais de 46% das unidades de negociação estudadas. Na seqüência, aparecem em destaque os acordos que definem pisos salariais únicos para a empresa ou categoria (47%) e os que definem pisos diferenciados por tempo de serviço (17%).

Subiu de 7,7% em 2007 para 10% em 2008 o percentual de acordos que utilizam a dimensão da empresa como parâmetro para a distribuição dos pisos salariais. A maior baixa foi registrada nas negociações que utilizam critérios como localidade, (3,2% dos casos), vigência do piso (2,5%) e duração da jornada contratada (2,1%).

A pesquisa do Dieese aponta ainda que, no ano passado, em 56% das unidades de negociação estudadas foram estabelecidos pisos que não ultrapassaram o valor de 1,25 salário mínimo, enquanto em 77% não foi superado o valor de 1,5 salário mínimo. As categorias com o registro de valores mais elevados, pouco mais de 2%, conquistaram pisos salariais superiores a 2,5 salários mínimos.

Com base no confronto do resultado de 2008 com os publicados em três estudos anteriores, o Dieese informa que houve aumento na proporção dos pisos salariais em valores próximos ao do salário mínimo. Esse aumento foi mais acentuado entre 2005 e 2006, mas também se verificou entre 2006 e 2007, e mais discretamente entre 2007 e 2008.

Um dos fatores apontados pelo Dieese como causa da aproximação entre salário mínimo e pisos salariais é a atual política de valorização do salário mínimo do governo Lula, que vem possibilitando reajustes no valor desta remuneração em percentuais superiores à variação da inflação e à média dos reajustes salariais registrados no país.

Acesse as redes da Fenae:

Acesse e conheça as vantagens de ser um associado

Veja também
Nenhum registro foi encontrado.

selecione o melhor resultado