Notícias

AgenciaRJ.jpg

12/01/2017 06:17 / Atualizado em 12/01/2017 06:40

minuto(s) de leitura.

Dia Nacional de Luta marca o aniversário da Caixa nesta quinta-feira

Empregados do banco em todo o país estão mobilizados por melhores condições de trabalho e em defesa do caráter 100% público da empresa

Notícias

A Caixa Econômica Federal completa, nesta quinta-feira (12), 156 anos de fundação. Ao invés de comemorações, os empregados do banco vão lembrar a data com manifestações e protestos em todo o país para cobrar melhores condições de trabalho e defender a manutenção do caráter 100% público da empresa. Sindicatos e federações vão distribuir, nas unidades, cartas abertas à população e aos bancários, além de recolher assinaturas para um abaixo-assinado contra o desmonte dos bancos públicos e em defesa de mais contratações.

No documento destinado aos clientes e usuários, neste Dia Nacional de Luta, as entidades destacam que a mobilização é para cobrar do governo Temer e da direção do banco mais respeito à população e aos empregados. “A Caixa é o banco do povo brasileiro, por isso, queremos garantir atendimento decente para todos. Para isso, é necessário que se contrate mais empregados e que seja ampliada a luta em defesa do banco 100% público”, relata a Carta Aberta à População.

Contra a redução do número de empregados

Em diversas ocasiões no ano passado, o presidente da Caixa, Gilberto Occhi, admitiu a intenção de reduzir o quadro de pessoal em 10 mil empregados. Para isso, seriam lançados ainda este mês Planos de Apoio à Aposentadoria (PAA) e de Demissão Voluntária (PDV). Nada de oficial foi divulgado até o momento. “Essas medidas são contrárias à importância do banco para o país e caminham na contramão da necessidade de fortalecer a empresa e assegurar melhorias nas condições de trabalho”, diz o presidente da Fenae, Jair Pedro Ferreira. 

Segundo o coordenador da Comissão Executiva dos Empregados da Caixa (CEE/Caixa), Dionísio Reis, a união e mobilização dos trabalhadores é fundamental para garantir o fortalecimento da luta em defesa do banco. “Precisamos nos mobilizar fortemente para manter nossos direitos, garantir a Caixa 100% pública e reafirmar o papel social que o banco desempenha no país. Por isso, a participação de toda a categoria é essencial”, afirma.

Uma carta aberta também está sendo entregue aos empregados, alertando sobre a precarização das condições de trabalho. “Empurrar empregados para fora do banco com PDV e PAA reduzindo o quadro de funcionários e reforçar a política do RH 184 com descomissionamentos arbitrários e extinção de funções trazem insegurança e desconforto a todos. É preciso dar um basta”, alertam as representações dos trabalhadores no documento.

 

Confira a Carta Aberta à População.

 

Confira a Carta Aberta aos Empregados.

 

Confira o abaixo-assinado.

Acesse as redes da Fenae:

Acesse e conheça as vantagens de ser um associado

Veja também
Nenhum registro foi encontrado.

selecione o melhor resultado