Notícias

pequenoNegocio 600x400.jpg

17/06/20 20:16 / Atualizado em 17/06/20 20:28

minuto(s) de leitura.

Créditos para micro e pequenas empresas precisam chegar a quem necessita, avalia Takemoto

Com três meses de atraso, governo inicia programa de apoio às micro e pequenas empresas que estão sofrendo as consequências da pandemia

Sem organização e planejamento, o governo segue promovendo uma política sem efetividade no enfrentamento da crise. Após três meses do início da pandemia, a Caixa começou a operar, na terça-feira (16) o Programa de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe), para auxiliar as micro e pequenas empresas. Até agora, as linhas de crédito oferecidas pelo governo não atingiram o objetivo.

Para o presidente da Federação Nacional das Associações do Pessoal da Caixa Econômica Federal (Fenae), Sergio Takemoto, a liberação do crédito é positiva, mas chega atrasada para quem está há meses tentando sobreviver à crise. Além de ser fundamental para socorrer os pequenos empresários, o crédito também é um estímulo aos municípios que precisam de investimento para movimentar a economia.

"O governo já havia disponibilizado uma verba para socorrer as pequenas e médias empresas, mas infelizmente o dinheiro não chegou porque há uma grande exigência de garantias, de análise de crédito e tudo isso dificultou o acesso das empresas que necessitavam. Esperamos que dessa vez o dinheiro realmente chegue a quem precisa", criticou Takemoto.

O levantamento "O impacto da pandemia do coronavírus nos pequenos negócios”, realizado pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) em abril, mostrou que 62% dos negócios interromperam temporariamente as atividades ou fecharam as portas definitivamente. Os dados revelaram ainda que seis em cada dez donos de pequenos negócios que buscaram crédito no sistema financeiro desde o início da crise tiveram o pedido negado.

"Estamos vendo a situação dos pequenos e médios empresários que passam por um sufoco muito grande e não estão conseguindo honrar com suas despesas e dívidas. É fundamental que não haja tanta burocracia e chegue com taxas de juros que sejam acessíveis, como tinha sido proposto no início. Esse é o papel da Caixa, de um banco público", ressaltou o presidente da Fenae.

Dados divulgados pela Caixa apontam que o banco já contratou mais de R$ 7,56 bilhões em linhas de crédito para as micro e pequenas empresas, representando um crescimento de 111% se comparados os meses de maio de 2019 (R$ 1,16 bi) e maio de 2020 (R$ 2,46 bi).

Como acessar o crédito?

A previsão inicial é a liberação de R$ 3 bilhões do Pronampe, com o objetivo de reduzir os impactos da crise do coronavírus na economia. As contratações devem ser realizadas em até três meses a partir de 18 de maio, podendo o prazo ser prorrogado por mais três meses. Até o momento, 117 mil empresas já solicitaram o crédito.

Para contratar o financiamento, os clientes devem acessar o site da Caixa, no endereço www.caixa.gov.br/pronampe, preencher o formulário de interesse ao crédito e um gerente da região entrará em contato, por telefone, para ofertar o pacote de soluções financeiras do banco. Também será possível fazer a solicitação diretamente nas agências da Caixa.

Segundo a Caixa, a contratação do Crédito será feira por etapas:

16 de junho - Micro e pequenas empresas com faturamento de até R$ 4,8 milhões e que se enquadrem no Simples Nacional

23 de junho - Micro e pequenas empresas com faturamento de até R$ 4,8 milhões e que não se enquadram no Simples Nacional

30 de junho - Microempreendedores individuais (MEIs)

A quem é destinado o programa?

O público alvo do Pronampe são:
MEI com faturamento de até R$ 81 mil
Microempresas com faturamento de até R$ 360 mil
Empresas de pequeno porte de faturamento até R$ 4,8 milhões

Quais são os limites de operação por empresa?

Micro e pequenos empresários poderão solicitar empréstimos de até 30% da receita bruta anual de 2019.

Leia mais:

Banco público socorre MEIs e micro e pequenas empresas com crédito a juros menores

Pequenas empresas e MEIs têm dificuldades para acessar empréstimos
 

Acesse as redes da Fenae:

Acesse e conheça as vantagens de ser um associado

Veja também
Nenhum registro foi encontrado.

selecione o melhor resultado