Notícias

conselhos_400.jpg

11/12/19 19:53 / Atualizado em 12/12/19 15:18

minuto(s) de leitura.

Conselho de Usuários do Saúde Caixa defende aperfeiçoamento na gestão do plano

A reunião ordinária oficial acontecerá nesta quinta-feira (12), na Matriz III da Caixa, em Brasília (DF), a partir das 11h

Os conselheiros dos usuários do Saúde Caixa defenderam fortemente o aperfeiçoamento da gestão do plano. Um dos problemas tem sido o Sistema de Acompanhamento e Gerenciamento do Saúde Caixa (SIAGS). Desde 2015, após a implementação, o sistema apresenta inúmeras inconsistências e como consequência, o plano está sofrendo grande impacto financeiro e comprometendo a sua sustentabilidade. Essa será a pauta principal da reunião do Conselho dos Usuários do Saúde Caixa acontecerá nesta quinta-feira (12), na Matriz III da Caixa, em Brasília (DF), a partir das 11h, com seis horas de duração.


Em reunião prévia, que aconteceu quarta-feira (11), em Brasília (DF), os representantes dos usuários do plano destacaram que o problema ocorre, por anos, sem uma solução por parte da Caixa, mesmo com os pedidos constantes dos conselheiros por uma resolução.

"A Caixa tem nos negado essa informação desde 2015. No final do ano passado eles responderam que o problema estava sendo resolvido quando criaram uma auditoria. Mas estamos percebendo que não resolveu. Isso é mais gasto para o plano e sem a definição do problema, o plano fica cada vez mais caro", afirmou a Coordenadora do Conselho de Usuários, Zuleida Martins Rosa.

Outro problema relatado pelos conselheiros, é a constante negativa do Saúde Caixa em enviar os balancetes, em especial dos anos 2014, 2018 e 2019. Vale ressaltar que o plano se negou a enviar os dados se justificando que os registros contábeis do plano no balanço patrimonial são confidenciais da empresa.

"A Caixa tem a obrigação de entregar o balancete em novembro, mas ela nunca traz esses números. Na realidade não há transparência. São esses dados corretos que nos darão os subsídios para podermos estudar a manutenção do plano", destacou a coordenadora do conselho.

O assessor da Federação Nacional das Associações do Pessoal da Caixa Econômica Federal (Fenae), Plínio Pavão, destacou ainda que a Caixa precisa apresentar os relatórios cumprindo o que foi definido no Acordo Coletivo de Trabalho (ACT). “A Caixa tem negado apresentar os balancetes e isso atrapalha demais o trabalho do Conselho. Além disso, tem uma série de pendências que estamos cobrando há tempos e se a Caixa não der uma resposta satisfatória nós precisamos encontrar uma alternativa”, avaliou o assessor.

Leia mais
Saúde Caixa: Conselho de Usuários se reúne nesta quinta, 12

Confira outros pontos da pauta da 12ª reunião ordinária: 

1. Apresentação do Relatório atuarial 2019/2020.  

2. Data para divulgação das alterações do RH221. 

3. Esclarecimento sobre o motivo da não cobrança dos valores do Saúde Caixa, na folha de pagamento do mês de novembro.   

 4. Origem dos dados utilizados para formar o saldo negativo de 2004 (das tabelas apresentadas nas palestras e lives por essa GESAP): esses números estão acrescidos do benefício de custeio assistencial do Saúde Caixa?  

5. Apresentação de iniciativas/soluções para melhorar o credenciamento de profissionais em áreas populosas/grandes cidades para atendimento normal e de PCMSO. Em alguns casos, os empregados de determinadas agências estão se deslocando dezenas de quilômetros, até a cidade vizinha, para realizar o periódico.

6. O término do convênio do INSS e a Funcef e o fim do pagamento dos proventos dos aposentados e pensionistas e seu impacto nas cobranças do Saúde Caixa. 

Novas eleições

O mandato do atual Conselho se encerra em janeiro. A partir do dia 16 de dezembro até 27, estão abertas as inscrições para novas chapas, contendo cinco participantes titulares e seus respectivos suplentes, que terão um mandato de três anos. Podem votar os empregados da Caixa, ativos e aposentados, participantes titulares do Saúde Caixa.

O presidente da (Fenae), Jair Pedro Ferreira, elogiou a atual gestão e convocou os empregados da Caixa a participarem da votação tão importante neste momento crítico em que vive a Caixa. "É papel nosso, tanto das entidades quanto das pessoas que participam do plano, de se envolver. É com o olhar do usuário do Saúde Caixa que nós vamos ter uma melhora no plano, já que há um ataque muito grande por parte do governo de tirar benefícios dos trabalhadores. É imperativo que todos nós nos envolvamos com isso para garantir o nosso plano de saúde ", destacou Ferreira.

A votação terá início no dia 3 de fevereiro às 8h e segue até o 7 de fevereiro de 2020, às 18h, horário de Brasília/DF, por meio do sistema eletrônico disponibilizado pela Caixa.

Principais datas
21/12 a 06/01 - Inscrição de chapas
09/01 - Divulgação das chapas inscritas
11/01 - Prazo para pedido de impugnação
18/01 - Divulgação de chapas habilitadas
27/01 a 31/01 - Eleição
01/02 - Divulgação do resultado final

Quer saber mais sobre a eleição? Acesse http://www.centralsaudecaixa.com.br/conselho/ 

O conselho é formado pelos representantes dos usuários: Ivanilde Moreira (Apcef/SP), Eliane Streicher Chatah (aposentada de São Paulo/SP), Maria Izabel Menegatti (Rio de Janeiro/RJ), Edmar Martins André (Vitória/ES), Zuleida Martins Rosa (aposentada de Florianópolis/SC), Helenilda Ribeiro Cândido (Brasília/DF), Márcia Boiczuk Krambeck (aposentada de Curitiba/PR), Lilian Minchin (Campinas/SP), Vera Lúcia Leão (aposentada de Goiânia/GO) e Paulo Moretti (aposentado de Recife/PE).

 

 

Acesse as redes da Fenae:

Acesse e conheça as vantagens de ser um associado

Veja também
Nenhum registro foi encontrado.

selecione o melhor resultado