Notícias

31/05/2012 05:50 / Atualizado em 31/05/2012 06:31

minuto(s) de leitura.

Comitê da Qualidade das Informações reforça necessidade de levantamento sobre potencial das ações referentes ao CTVA

Iniciativa é associada à formalização de entendimento entre a Fundação e a patrocinadora quanto ao reembolso de valores relacionados aos processos judiciais

Fenae Net

O Comitê Técnico da Qualidade das Informações Contábeis e de Auditoria destaca como relevante a recomendação feita pela auditoria independente KPMG para que a Funcef faça levantamento do potencial das ações judiciais referentes ao Complemento Temporário Variável de Ajuste de Mercado (CTVA). Como desdobramento dessa iniciativa apontada também a necessidade de formalização de entendimento entre a Fundação e a patrocinadora quanto ao reembolso de valores relacionados aos processos de CTVA.

A discussão acerca do assunto ocorreu na última reunião ordinária do comitê, realizada no dia 18 de maio, em Brasília. Foram abordados ainda outros apontamentos feitos pela KPMG em apresentação dos resultados da avaliação das Demonstrações Contábeis do Exercício Social de 2011, como a definição de critérios formais para realização de teste de impairment de ativos financeiros para atendimento de normas contábeis e o aprimoramento de rotinas, processos de controles interno e rotinas de conciliação contábil em contas específicas.

O comitê considerou bastante positivo o fato de o relatório da auditoria independente ter sido emitido sem ressalvas, apontando apenas alguns aspectos para revisões ou aprimoramento. A administração da Funcef informou que a maioria dos apontamentos já está sendo objeto de ações com vistas ao atendimento das recomendações.

Na reunião de 18 de maio, o comitê acompanhou também a apresentação da Diretoria de Administração (Diati) sobre a evolução do sistema Planus a partir das recomendações de auditoria e consultoria técnica. Entre as ações já implementadas foram destaque a conclusão do projeto Inteligência Corporativa – 81,51%, a homologação Web Empréstimos, a conclusão da reestruturação IN 026 e a conclusão da segunda fase do planejamento e orçamento.

Em fase de execução estão a revista no projeto de continuidade de negócios, o estudo sobre redesenho da folha de benefício, a ampliação do número de instâncias de teste e homologação para os módulos do Planus, a redução do tempo necessário de atualização das instâncias de teste e homologação com informações da produção e a otimização do uso dos recursos de hardware para as instâncias de teste e homologação.

Além da discussão dos assuntos destacados nas apresentações da KPMG e da Diat, foram analisados pelo comitê os relatórios da auditoria interna da Fundação, os apontamentos com posição de setembro de 2011 e as demonstrações contábeis do terceiro e quarto trimestres de 2011.

O comitê acompanhou ainda apresentação pela Diretoria de Planejamento e Controladoria (Dipec) referente a demonstrações contábeis do exercício social de 2011.

Acesse as redes da Fenae:

Acesse e conheça as vantagens de ser um associado

Veja também
Nenhum registro foi encontrado.

selecione o melhor resultado