Notícias

aplicativo400.jpg

04/01/21 17:30 / Atualizado em 04/01/21 17:38

minuto(s) de leitura.

Com prorrogação incerta, auxílio emergencial inicia calendário de saque em espécie para ciclo 5 e 6

Sem definição do governo, parlamentares tentam aprovar PL para prorrogar o auxílio emergencial e o decreto de estado de calamidade pública

Beneficiários do auxílio emergencial, do ciclo 5 e 6, e que não estão inscritos no Bolsa Família, poderão fazer o saque em espécie do benefício em janeiro. Os nascidos em março ja podem sacar e transferir a partir desta segunda-feira (04). O calendário para esses ciclos segue até 27 de janeiro. Ao todo, são mais de 34 milhões de beneficiários. Os últimos pagamentos do auxílio emergencial encerraram em dezembro e o governo ainda não indicou se irá prorrogar o auxílio emergencial, bem como o decreto de calamidade.

A pandemia ainda está longe de acabar no Brasil. O país atingiu a marca de mais de 7,7 milhões de pessoas contaminadas e mais de 196 mil óbitos. Com a alta das contaminações, muitas cidades tomaram a decisão de retomar o lockdown, aumentando ainda mais a necessidade do auxílio emergencial para a população mais atingido pela crise sanitária. 

A Federação Nacional das Associações do Pessoal da Caixa Econômica Federal (Fenae) defende o pagamento do auxílio emergencial até o final da pandemia. Para além de complementar a renda dos brasileiros durante a crise, o auxílio permite que a economia das cidades continue girando neste período.

“Os casos de covid-19 voltaram a subir e o governo continua perdido, alheio às questões sociais. Não tem nenhum plano de recuperação econômica, muito menos para proteger milhões de pessoas que vão ficar completamente desamparadas com o fim do auxílio”, afirmou o presidente da Federação, Sergio Takemoto. “Vamos continuar pressionando o governo e o Congresso para prorrogar o benefício no valor de R$ 600,00, que ainda é insuficiente”, avaliou.

Com base nos dados de uma pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) sobre orçamento familiar, a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (Fecomércio-SP) desenvolveu um estudo que mostra o auxílio emergencial impactou positivamente na economia do País.

Segundo o estudo, R$ 151 bilhões do auxílio emergencial foram destinados ao consumo varejista. Este valor corresponde a 79,5% dos mais de R$ 190 bilhões pagos pelo auxílio até a data da pesquisa.

No Congresso

Parlamentares estão tentando ampliar o pagamento do auxílio emergencial e prorrogar o decreto de estado de calamidade pública.

No senado, Alessandro Vieira (Cidadania/SE) e Esperidião Amin (PP/SC) são os autores do PL 5.495, que propõe a extensão do benefício e a prorrogação do estado de calamidade pública até 31 de maço de 2021. Já Rogério Carvalho (PT/SE) e Paulo Rocha (PT/PA) são autores do PL 5.494, que propõe o retorno do auxílio emergencial no valor de R$ 600 e medidas excepcionais de proteção social. 

Apesar dos projetos protocolados para a extensão do auxílio, o governo vem reafirmando que não haverá ampliação do programa. O presidente já afirmou que o auxílio "chegou ao limite". Segundo o ministério da Economia, o impacto fiscal das medidas de combate à covid-19 chegará a R$ 605 bilhões.

Confira o calendário de saque e transferência bancária:

- 4 de janeiro (segunda-feira): Nascidos em março podem sacar as parcelas do ciclo 5 e 6 do auxílio emergencial
- 6 de janeiro (quarta-feira): Nascidos em abril podem sacar as parcelas do ciclo 5 e 6 do auxílio emergencial
- 11 de janeiro (segunda-feira): Nascidos em maio podem sacar as parcelas do ciclo 5 e 6 do auxílio emergencial
- 13 de janeiro (quarta-feira): Nascidos em junho podem sacar as parcelas do ciclo 5 e 6 do auxílio emergencial
- 15 de janeiro (sexta-feira): Nascidos em julho podem sacar as parcelas do ciclo 5 e 6 do auxílio emergencial
- 18 de janeiro (segunda-feira): Nascidos em agosto podem sacar as parcelas do ciclo 5 e 6 do auxílio emergencial
- 20 de janeiro (quarta-feira): Nascidos em setembro podem sacar as parcelas do ciclo 5 e 6 do auxílio emergencial
- 22 de janeiro (sexta-feira): Nascidos em outubro podem sacar as parcelas do ciclo 5 e 6 do auxílio emergencial
- 25 de janeiro (segunda-feira): Nascidos em novembro podem sacar as parcelas do ciclo 5 e 6 do auxílio emergencial
- 27 de janeiro (quarta-feira): Nascidos em dezembro podem sacar as parcelas do ciclo 5 e 6 do auxílio emergencial

Acesse as redes da Fenae:

Acesse e conheça as vantagens de ser um associado

Veja também
Nenhum registro foi encontrado.

selecione o melhor resultado