Notícias

Card-Inspira-Rossandro-600x400.jpg

05/05/20 14:59 / Atualizado em 05/05/20 15:05

minuto(s) de leitura.

Colaboração e experiência em comunidade para um futuro melhor são caminhos apontados por Rossandro Klinjey

Você confere mais sobre o que o psicólogo e escritor falou no Inspira Fenae 2020 acessando o vídeo da palestra na Rede do Conhecimento

Sem construir coletivamente um mundo novo, a alternativa para humanidade será a extinção. O recado foi dado pelo psicólogo e escritor Rossandro Klinjey que fez a palestra de abertura do Inspira Fenae 2020, realizado em fevereiro, em São Paulo (SP), mas é  oportuno e atual frente a realidade que vivemos transformada pela pandemia do coronavírus. Mais do que nunca é importante protegermos uns aos outros, adotando as medidas recomendadas pela Organização Mundial da Saúde e autoridades sanitárias do mundo inteiro, para evitar o aumento do contágio pela COVID 19 e consequentes mortes.

“Não se pode construir um mundo em que todos pensem igual, sintam igual, o desafio é construir um mundo novo a partir das cinzas, olhando o passado, entendendo que ele forja o que somos e ao mesmo tempo ter humildade para reconhecer que muita coisa a gente ainda não sabe, por isso que o futuro só pode ser construído com o outro”, destacou o psicólogo durante a palestra.

Essa e outras mensagens podem ser conferidas no vídeo da participação de Rossandro que está disponível na Rede do Conhecimento .

Para Rossandro Klinjey, o homem não vai destruir a terra e sim a si mesmo, se não optar pela colaboração, aceitando a diversidade e as sombras de si mesmo e dos outros, usufruindo das facilidades proporcionadas pelas tecnologias, sem deixar que elas se sobreponham às relações que dão sentido ao viver.

 “Muitas vezes sentimos que alguma coisa está fora da ordem e que nada pode ser feito. Mas devemos nos perguntar: quem ganha com essa ideia de que não se pode mudar? Não há nada que a gente faça que não tenha sentido, ou que não seja importante, se estamos conectados com o que somos”, ressaltou. 

Ele lembra que, apesar de pesquisas e mais pesquisas atestarem que não são as coisas que nos trazem felicidade, continuamos a depositar nossas esperanças em ter mais e mais, mas esquecemos de buscar o que realmente dá sentido à vida, a conexão com os outros, a experiência em comunidade, o conviver. 

Acesso liberado

Desde o início de abril a Rede do Conhecimento, plataforma de educação da Fenae e das Apcefs, liberou o acesso a 13 palestras em vídeo de especialistas que participaram do Inspira 2020. Os vídeos das edições de 2019 e 2018 do evento também estão disponíveis para acesso na plataforma no menu Especiais. 

A ideia da Fenae ao disponibilizar os conteúdos gratuitamente é ajudar os empregados da Caixa a enfrentar o período de isolamento social. 

Além da palestra de Rossandro Klinjey podem ser acessados os seguintes vídeos:

 Monja Coen: Como manter-se calmo e focado diante das adversidades. 

Tony Ventura: Novas Tecnologias.

Lygia da Veiga, cientista que coordena a pesquisa “DNA no Brasil”: “Genoma que faz a diferença, a força do brasileiro e a inovação”.

Alessandra Assad, especialista em Neuroliderança: Liderança tóxica.

Laís Souza, atleta: O desafio de recomeçar, a superação na condição de tetraplégica.

Morenno de Macedo, empregado Caixa: Sustentabilidade.

Renato Bitencourt, empregado da Caixa: Tô na rede, experiência no setor de habitação da empresa.

Maria Augusta Ramos, cineasta: Não toque no meu companheiro, direção e experiência no documentário.

Miguel Nicolelis, cientista: Como transmitir os sinais celebrais

Rogério Ribeiro, empregado da Caixa: Inclusão e futuro

Kondzilla (Alan Costa Morel): Seguir ou antecipar tendências

Jair Pedro Ferreira e Sérgio Takemoto: Tijolo por tijolo – Meio século de história do pessoal da Caixa, uma conversa que fala sobre a trajetória da Fenae. 

 

Acesse as redes da Fenae:

Acesse e conheça as vantagens de ser um associado

Veja também
Nenhum registro foi encontrado.

selecione o melhor resultado