Notícias

campanha_caixatodasua_ceara_600x400.jpg

14/11/2019 17:11 / Atualizado em 14/11/2019 17:54

minuto(s) de leitura.

Campanha em defesa da Caixa chega ao Ceará

Empregados Caixa, Fenae e Apcef/CE, sindicatos e defensores das empresas públicas participaram do evento que marca a luta por uma Caixa 100% pública

Funcionários da Caixa Econômica Federal estiveram reunidos na manhã desta quinta-feira (14) em frente ao Edifício Sede da Caixa, em Fortaleza, para o lançamento da Campanha #ACAIXAÉTODASUA na capital cearense. Promovida pelo Comitê Nacional de Defesa da Caixa, a campanha está percorrendo o país para alertar toda a população e os empregados da Caixa sobre os prejuízos que uma possível privatização do banco pode gerar para o desenvolvimento do Brasil.

Além dos empregados Caixa, a Associação do Pessoal da Caixa Econômica Federal do Ceará (Apcef/CE), sindicatos e defensores das empresas públicas participaram do evento, que marcou a luta contra a política de fatiamento que a atual gestão da instituição quer impor ao banco.  Embora negue a privatização, a atual diretoria já vendeu bilhões em ativos da Caixa. A proposta de desestatização do banco está em pauta desde o início do ano. 

Além de desfazer-se de ativos, a diretoria vendeu a Lotex a grupos estrangeiros e programou para o início do próximo ano a abertura de capital das áreas mais rentáveis do banco, como seguros e cartões. São essas áreas lucrativas e estratégicas que a Caixa financia menores taxas para a compra da casa própria e consegue operar diversas políticas públicas em todas regiões do Brasil.

O diretor de Comunicação da Federação Nacional das Associações do Pessoal da Caixa Econômica Federal (Fenae), Marcos Saraiva, falou sobre o sucesso da ação em Fortaleza e sobre a união de todos que querem o melhor para o Brasil. “Os empregados da Caixa acolheram o compromisso e vestiram a camisa da campanha. Nós vamos a todos os rincões deste país e estamos irmanados com todas as unidades representativas dos trabalhadores em defesa da Caixa”, enfatizou.

O presidente da Apcef/CE, Rochael Almeida Sousa, avaliou que os empregados cearenses receberam a campanha ansiosos e participativos, dispostos a lutar pelos seus direitos. “A gente ver no semblante que o pessoal da Caixa está preocupado com estes ataques que estamos recebendo”, afirmou.

Já o presidente do Sindicato dos Bancários do Ceará e da Federação dos Trabalhadores do Ramo Financeiro Nacional do Nordeste, Carlos Eduardo Bezerra, falou sobre o apoio das entidades e a importância da campanha para a população. “Essa campanha conta com o apoio dos sindicatos e está sendo construída pelos empregados, buscando proteger os benefícios que a Caixa fornece para a população brasileira”, lembrou.

“Tenho mais de 30 anos de Caixa e há muito eu não via um movimento tão grandioso de ataque à instituição e aos trabalhadores. Sabemos que a vida é luta remida que abate os fracos, mas nós somos fortes e vamos resistir e vencer”, ressaltou o empregado Eugenio Bessa, da Agência Sede.

Nos 158 anos de atuação a Caixa sempre teve um papel essencial no desenvolvimento do país. Mesmo com um lucro líquido contábil de R$ 8 bilhões no terceiro semestre de 2019, a privatização ainda está em curso. 

A Caixa no Ceará 

Desde 2009, a Caixa construiu mais de 37 mil unidades habitacionais pelo Minha Casa Minha Vida no Ceará, um investimento de aproximadamente R$ 2 bilhões. No estado, 79% dos créditos imobiliários estão na Caixa, representando um montante de R$ 11,1 bilhões. Por meio de 85 agências no Ceará, a Caixa faz o pagamento para mais de um milhão de beneficiários do Bolsa Família, de acordo com a folha de pagamento de outubro.

Acesse as redes da Fenae:

Acesse e conheça as vantagens de ser um associado

Veja também
Nenhum registro foi encontrado.

selecione o melhor resultado