Notícias

Fila Caixa 600x400.jpg

26/05/2021 18:24 / Atualizado em 27/05/2021 10:39

minuto(s) de leitura.

Câmara Municipal de Macapá aprova inclusão dos empregados da Caixa no grupo prioritário de vacinação do município

Os empregados Caixa têm atuado desde o início da pandemia na linha de frente do pagamento ao auxílio emergencial. Dos 183 trabalhadores do banco público no Amapá, 55 foram infectados pelo coronavírus. Dois empregados morreram há uma semana

Nesta terça-feira (25), a Câmara Municipal de Macapá aprovou, por unanimidade, requerimento do vereador Edinoelson Careca (Pros), solicitando à Secretária Municipal de Saúde que os empregados da Caixa no município sejam priorizados nas ações de imunização contra a Covid-19. No pedido, o parlamentar lembra que os trabalhadores do banco estão mais expostos ao contágio do vírus, por atuar na linha de frente de atendimento e as agências funcionarem como vetores de transmissão da doença. 

Na capital do Amapá, o banco tem 141 trabalhadores- a grande maioria do quadro de pessoal no Estado, que é de 183 empregados.  Desde o início da pandemia, 55 empregados da Caixa foram infectados pela doença em todo o Estado. Destes, dois morreram na semana passada.  

Segundo o presidente da Associação do Pessoal da Caixa Econômica Federal do Amapá (Apcef/AP), Eduardo Coelho, a Câmara deve comunicar à Secretaria de Vigilância em Saúde, órgão responsável pela logística da vacinação, a aprovação do requerimento. 

Conforme Eduardo Coelho, a possibilidade de vacinação traz esperança de melhorias nas condições de enfrentamento dessa pandemia. “Representa importante conquista para a categoria bancária de Macapá, especialmente para nós empregados da Caixa que atuamos ininterruptamente, desde o início da pandemia, na linha de frente do atendimento do auxílio emergencial, com elevado grau de exposição ao risco de contaminação nas agências”, destaca o presidente da Apcef/AP. 

Vacina já 

O enquadramento dos empregados da Caixa no grupo prioritário do Plano Nacional de Imunizações é uma reinvindicação das entidades representativas da categoria. A Federação Nacional das Associações do Pessoal da Caixa (Fenae) já solicitou ao Ministério da Saúde, por duas vezes, a inclusão dos empregados do banco no PNI. 

Em abril, Fenae e Apcefs lançaram a campanha Vacina Já para pressionar o governo pressionar o governo pela vacinação para todos os brasileiros e a inclusão dos empegados da Caixa no grupo prioritário. 

“Com o pagamento do auxílio emergencial e de outros programas sociais que demandam atendimento presencial, a vacinação dos bancários da Caixa é urgente. Temos séria preocupação com o contágio nas agências. Devemos proteger não só os empregados, mas todas as pessoas que precisam do atendimento”, reforça o presidente da Fenae, Sergio Takemoto.

 

Acesse as redes da Fenae:

Acesse e conheça as vantagens de ser um associado

Veja também
Nenhum registro foi encontrado.

selecione o melhor resultado