Notícias

08/01/13 07:26 / Atualizado em 08/01/13 07:28

minuto(s) de leitura.

Caderneta de poupança registra maior captação líquida da história em 2012

Depósitos superaram os saques em R$ 49,719 bilhões, conforme dados divulgados pelo Banco Central. Uma das explicações para o resultado recorde foi a mudança na regra da remuneração, em maio do ano passado

No ano de 2012, de acordo com dados divulgados pelo Banco Central, os depósitos em caderneta de poupança superaram os saques em R$ 49,719 bilhões. Essa foi a maior captação líquida registrada na série histórica do BC, iniciada em 1995. Em 2011, o resultado ficou em R$ 14,186 bilhões e, até então, a maior captação líquida da poupança havia sido registrada em 2010: R$ 38,681 bilhões.

Uma das explicações para o resultado recorde foi a mudança na regra de remuneração da poupança, em maio do ano passado. A medida estimulou os poupadores a manterem os depósitos antigos nas contas, por renderem mais do que aplicações novas. A poupança é vista como um investimento simples e uma forma de guardar dinheiro para o caso de necessidade futura, evitando assim tomar empréstimo. Diferentemente de outros investimentos, no caso da poupança não é cobrado Imposto de Renda e tampouco taxa de administração.

Por outro lado, o governo definiu que os depósitos feitos até 3 de maio de 2012 continuariam a ser remunerados pelas regras antigas – Taxa Referencial (TR) mais 0,5% ao mês. Os depósitos feitos a partir de 4 de maio do ano passado só têm a mesma regra de remuneração quando a taxa básica de juros, a Selic, for superior a 8,5% ao ano. Atualmente, a Selic está em 7,25% ao ano. Assim, a remuneração, pela nova regra, é 70% da Selic mais a TR. No site do BC, é possível conferir a remuneração da poupança de acordo com a data de aniversário da poupança.

Acesse as redes da Fenae:

Acesse e conheça as vantagens de ser um associado

Veja também
Nenhum registro foi encontrado.

selecione o melhor resultado