Notícias

25/10/07 05:20 / Atualizado em 13/12/08 10:55

minuto(s) de leitura.

Bancos vão padronizar fechamento de contas

Bancos e órgãos de defesa do consumidor fecharam acordo para padronizar, até o fim do ano, o fechamento de contas correntes. As regras, formuladas por Febraban (Federação dos Bancos), DPDC (Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor) e Banco Central, prevêem o encerramento da conta em 30 dias após o pedido do cliente e em qualquer agência, não só na do correntista.

Além da uniformização do encerramento a pedido do cliente, o acordo padroniza o procedimento em relação às contas inativas há mais de três meses. Segundo o BC, há 33,5 milhões de contas inativas -sem movimentação no último mês- no país, de um total de 109,2 milhões contas.

Hoje não há uniformização de procedimento. Mas, segundo o diretor-executivo do Procon-SP, Roberto Pfeiffer, a maior parte dos bancos exige que o cliente vá até sua agência.

As novas regras prevêem a assinatura de um "termo de encerramento" e a entrega da lista de débitos, detalhando os valores. A taxa de manutenção de conta deixa de ser cobrada na data da assinatura do termo.

Em contas inativas há mais de três meses, também não haverá cobrança se o cliente não tiver mais fundos. "Hoje, o correntista vai para o "vermelho" em razão da manutenção de conta e acaba indo ao SPC."

Segundo a Febraban, algumas regras estão sendo praticadas pelos bancos e as restantes serão implementadas no prazo.

Acesse as redes da Fenae:

Acesse e conheça as vantagens de ser um associado

Veja também
Nenhum registro foi encontrado.

selecione o melhor resultado