Notícias

03/07/13 07:22 / Atualizado em 03/07/13 07:22

minuto(s) de leitura.

Bancários são convocados a participar de mobilização nacional contra PL 4.330 nesta quinta-feira

Sindicatos e federações de bancários são orientados a organizar paralisações contra o PL da terceirização. Também estão previstos o envio de mensagens aos parlamentares e a organização de caravanas de dirigentes sindicais a Brasília

Fenae Net

Nesta quinta-feira (4), por convocação da Central Única dos Trabalhadores (CUT) e demais centrais sindicais, será realizado o Dia Nacional de Mobilização contra o substitutivo do deputado Artur Maia (PMDB-BA), relator do projeto de lei 4.330/2004 do deputado Sandro Mabel (PMDB-GO), que regulamenta a terceirização no país segundo uma ótica eminentemente empresarial, que visa flexibilizar e reduzir direitos trabalhistas garantidos na CLT e na Constituição Federal, pois trata de modo diferente os trabalhadores contratados diretamente e os terceirizados, liberando por completo a terceirização. A categoria bancária está convocada a participar das atividades.

Nesse dia, por recomendação da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf/CUT), os sindicatos e federações de bancários devem organizar paralisações contra o PL da terceirização. A Contraf/CUT esclarece, no entanto, que não é contra os terceirizados. Reivindica, isto sim, respeito e valorização para todos, mas entende que o PL não melhorará em nada a vida dos trabalhadores e aumentará ainda mais a concentração de renda no país.

Outra orientação é o envio de mensagens aos parlamentares e a organização de caravanas de dirigentes sindicais para acompanhar a reunião da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJC) da Câmara dos Deputados, que ocorre no próximo dia 9 de julho, às 14h, quando o PL 4330 estará na pauta de votação.

Para a Contraf/CUT, “os nefastos impactos do PL 4.330 sobre os direitos trabalhistas exigem forte mobilização dos bancários e de toda a classe trabalhadora".

Reunião quadripartite em Brasília
Nesta quarta-feira, dia 3 de julho, em Brasília, ocorre a primeira reunião quadripartite entre representantes de trabalhadores, governo federal, empresários e parlamentares para discutir o PL da precarização do trabalho. O grupo foi formado após muita pressão da CUT e das centrais sindicais junto ao governo e ao Congresso Nacional.

Acesse as redes da Fenae:

Acesse e conheça as vantagens de ser um associado

Veja também
Nenhum registro foi encontrado.

selecione o melhor resultado