Notícias

Filas Caixa Aug. 17.04 400.jpg

17/04/20 17:24 / Atualizado em 17/04/20 18:53

minuto(s) de leitura.

Bancários da Caixa apelam: cidadão, evite ir às agências!

Em caso de dúvidas, ligue para o serviço de informações 111 ou acesse outros canais na internet

Trabalhando em casa, nas áreas internas ou nas agências, os milhares de empregados da Caixa estão mostrando a força da empresa que ajudam a construir e sua importância para a sociedade. Só mesmo um banco público, com função social, para atender ao desafio de criar milhões de contas em tempo recorde e garantir benefícios aos cidadãos.

“A força dos bancos públicos foi demonstrada, a importância da Caixa, do Banco do Brasil, mas é preciso que as pessoas entendam que ir a uma agência bancária neste momento, só em último caso, para a segurança de todos, em especial dos trabalhadores que estão na linha de frente”, afirma Juvândia Moreira, presidenta da Contraf, lembrando que o Comando Nacional dos Bancários, em negociação com a Fenaban, garantiu uma série de medidas de segurança para o trabalho bancário.

No caso da Caixa, o atendimento no interior das agências está restrito, de forma exclusiva, aos serviços considerados essenciais à população neste momento de crise.

Serviços essenciais

Nas agências da Caixa durante a pandemia, só serão atendidos os seguintes serviços: saques do INSS sem cartão; saques de seguro desemprego defeso sem cartão e senha; saques de Bolsa Família e outros benefícios sem cartão e senha; pagamento de abono salarial e FGTS sem cartão e senha; desbloqueio de cartão e senha de contas; e abastecimento e processamento de depósitos realizados nas máquinas de auto atendimento.

Todos os demais serviços podem ser feitos de forma remota pelo aplicativo da Caixa, no caso de correntistas, ou pelos aplicativos disponíveis para o atendimento dos que estão solicitando o auxílio emergencial.

Informações

Nos últimos dias as pessoas têm se aglomerado em filas em frente à Caixa em busca de informações sobre o pagamento do benefício que podem ser obtidas de maneira rápida pelo número 111, o serviço de informações disponibilizado pela empresa para tirar dúvidas sobre o auxílio emergencial.

Cadastro

A pessoa deverá se cadastrar no aplicativo Caixa Auxílio Emergencial, que pode ser baixado para celulares android aqui e para IOS/Apple aqui. Esse cadastro não é feito nas agências, somente por meio eletrônico. A Caixa anunciou que após esse cadastro a pessoa poderá acessar o outro aplicativo para acesso aos recursos, o Caixa Tem. 

Cadastro único

Quem foi registrado no Cadastro Único (CadÚnico) do governo federal até o dia 20 de março receberá o benefício automaticamente de acordo com um cronograma estabelecido para depósito. Para saber se você está inscrito, também não precisa ir a uma agência Caixa. Você pode ligar para o telefone 0800 707 2003. Após ligar para este número, escolha a opção 5. As ligações podem ser feitas gratuitamente a partir de telefones fixos ou celulares.  Também pode ser acessado o CadÚnico, aplicativo disponível para Android aqui e IOS aqui ou ainda pelo site aplicacoes.mds.gov.br/sagi/consulta_cidadao/.

Quem tem direito

Além dos beneficiários dos programas sociais como o Bolsa Família, que terão o depósito feito de forma automática na mesma data em que já recebem o benefício, podem se cadastrar no Caixa Auxílio Emergencial os  trabalhadores autônomos, informais e Microempreendedores Individuais (MEIs) que não se registraram no Cadastro Único (CadÚnico) até 20 de março.

Tem direito ao auxílio aqueles que têm renda mensal per capita de até meio salário mínimo (R$ 522,50) ou renda familiar mensal total de até três salários mínimos (R$ 3.135), e que não tenham recebido rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 em 2018.

Mulheres chefe de família que se enquadrem em tais critérios receberam R$ 1.200. Para os demais, o benefício está limitado a duas pessoas por família.

Bolsa Família

Aqueles que recebem o Bolsa Família terão o benefício substituído pela renda emergencial, quando o valor desta última for mais vantajoso. Ao final dos três meses, ou enquanto vigorar o auxílio excepcional, os beneficiários voltarão automaticamente a receber os valores anteriores, caso continuem cumprindo os critérios do programa.

Quem não pode receber

Não poderão requisitar a renda emergencial pessoas que recebem outros benefícios previdenciários ou assistenciais, como aposentadorias e seguro-desemprego

 

 

 

Acesse as redes da Fenae:

Acesse e conheça as vantagens de ser um associado

Veja também
Nenhum registro foi encontrado.

selecione o melhor resultado