Notícias

15/07/08 15:09 / Atualizado em 13/12/08 10:55

minuto(s) de leitura.

Artesãs oficializam cooperativa “Mãos que fazem”

Responsabilidade Social

As artesãs do grupo de economia solidária “Mãos que fazem” deram mais um importante passo para a ampliar de geração de renda das mulheres de Caraúbas do Piauí (PI) e região: a partir do mês de julho elas se tornaram oficialmente uma cooperativa.

Registrada no cartório de Parnaíba (PI), a Coopearte – Cooperativa Artesanal Mãos que fazem - conta com 22 costureiras de Caraúbas do Piauí, Rosário e Olhos D’água, sob a liderança da presidente Joana Portela. “Com mais pessoas e com a formalização, já podemos aceitar encomendas de serviços maiores, que antes, em poucas pessoas, não podíamos pegar”, explica a presidente da cooperativa.

A formação da cooperativa foi incentivada pelo Movimento Solidário da Fenae, por meio da consultora Denise Viana, que orientou as artesãs na formação do grupo, estimulando reuniões e a busca de parcerias. A sede será em Caraúbas do Piauí, em um dos cômodos do Telecentro, que vai funcionar como um escritório e ao mesmo tempo como um local para exposição do material.

Joana Portela, presidente da cooperativa, avalia que a formalização trouxe benefícios: “As pessoas já estão mais motivadas. Fizemos diversas reuniões e encontros, já participamos de exposições e a idéia é continuar correndo atrás dos trabalhos”. Sobre as expectativas com relação ao novo cargo de presidente da cooperativa, ela revela: “O pessoal colocou a confiança em mim e eu não quero decepcionar ninguém”.

Recentemente a cooperativa já produziu e entregou uniformes para um grupo de capoeiristas de Caxingó (PI). A Coopearte está estudando a viabilidade de uma exposição fixa nos finais de semana na praia do Coqueiro em Luís Correia (PI).

Acesse as redes da Fenae:

Acesse e conheça as vantagens de ser um associado

Veja também
Nenhum registro foi encontrado.

selecione o melhor resultado