Notícias

18/12/15 11:21 / Atualizado em 18/12/15 11:23

minuto(s) de leitura.

Após manifestação de CEE e Fenae, Caixa restabelece “fechamento parcial” no SISAG

Segundo denúncias feitas por caixas executivos, a função foi desabilitada em novembro, o que gerava risco e insegurança. O “fechamento parcial” permite a verificação em tela dos débitos e dos créditos do cliente em atendimento no momento

Após questionamento feito pela Comissão Executiva dos Empregados (CEE/Caixa) e pela Fenae, a Caixa Econômica Federal informou nesta quinta-feira (17) que restabeleceu a ferramenta “fechamento parcial” no programa SISAG. Segundo denúncias feitas por caixas executivos, essa função foi desabilitada, de forma arbitrária, em meados de novembro, o que gerava um risco desnecessário para esses trabalhadores.

O “fechamento parcial” permite a verificação em tela dos débitos e dos créditos do cliente em atendimento no momento, o que evita erros e perdas. “Com essa mudança, só nos sobra a calculadora, que para operações simples é suficiente, mas para clientes que recorrem à agência munidos de uma considerável quantidade de pagamentos, transferências, depósitos e outras operações, é um convite para que o caixa tenha diferença. Dificulta o trabalho e o torna mais lento e perigoso”, relatou um dos empregados que recorreu à Fenae.

Para Fabiana Matheus, coordenadora da CEE/Caixa, foi importante o atendimento da reivindicação pela volta do “fechamento parcial”. “Assim que soubemos do ocorrido, acionamos a Caixa que, felizmente, entendeu o risco dos caixas executivos não contarem com essa ferramenta. Quando há uma grande movimentação de valores, é fundamental que o empregado tenha tranquilidade e segurança”, afirma.

Acesse as redes da Fenae:

Acesse e conheça as vantagens de ser um associado

Veja também
Nenhum registro foi encontrado.

selecione o melhor resultado