Notícias

ESNiver600x400-100.jpg

18/09/2021 08:16 / Atualizado em 20/09/2021 08:49

minuto(s) de leitura.

Apcef Espírito Santo completa 63 anos de integração e luta

Como no ano passado, a pandemia impedirá uma comemoração presencial dos colegas, mas a data será lembrada em mensagens virtuais para os associados

Havia apenas duas agências da Caixa na capital do Espírito Santo, Vitória, quando um grupo de empregados se reuniu para criar a Associação do Pessoal da Caixa Econômica Federal do Espírito Santo (APCEF/ES) em 18 de setembro de 1958. De lá para cá, a Apcef cresceu como a atuação da Caixa no estado, com duas sedes (Vitória e Bicanga) e duas subsedes (Colatina e Cachoeiro do Itapemirim) com vários equipamentos de lazer para o empregado Caixa e sua família.

“Além de cumprir um papel muito importante no movimento associativo, promovendo a integração, a cultura e o esporte para toda a comunidade dos economiários e seus familiares, a Apcef se consolidou com entidade forte na defesa do conjunto dos empregados da Caixa, atuando com outras entidades na luta política em defesa de melhores condições de trabalho, remuneração e qualidade de vida para os trabalhadores”, afirmou o atual presidente da entidade, Cláudio Agnelo Bastos.

Cláudio Agnelo lembra que nesse ano não haverá comemoração, em respeito às normas sanitárias e evitando riscos à integridade física dos empregados e seus familiares, e “não é momento de abrir a guarda”, ressalta. A diretoria da entidade enviará uma mensagem aos associados para marcar a data e parabenizar todos e todas por terem construído uma entidade de luta, adiantou ele. 


Histórico 

A Apcef/ES nasceu como Associação dos Empregados da Caixa Econômica Federal do Espírito Santo (APCE-ES), quando, em Vitória, havia apenas as agências na avenida República e outra na Jerônimo Monteiro. No Espírito Santo, a Caixa estava presente também nos municípios de Alegre, Cachoeiro de Itapemirim e Colatina. No total, o número de empregados não passava de 30.

A entidade foi criada com objetivo de desenvolver atividades de lazer, cultura e esportes para os empregados. No final da década de 50 e início dos anos 60, a então APCE-ES mudou de nome e foi rebatizada como Associação de Pessoal Américo Coelho (Apac), em homenagem ao advogado, procurador geral e diretor da Caixa por 10 anos, além de secretário do Interior e Justiça do Espírito Santo.

Só no final da década de 80, num plebiscito interno que procurava unificar os nomes das entidades dos empregados da Caixa, passou a ser denominada Associação do Pessoal da Caixa Econômica Federal/Espírito Santo (Apcef/ES), que permanece até hoje. 

Conheça mais sobre a Apcef/ES no site e associe-se!

Acesse as redes da Fenae:

Acesse e conheça as vantagens de ser um associado

Veja também
Nenhum registro foi encontrado.

selecione o melhor resultado