Notícias

caixaetodasua_600x400-Pernambuco.jpg

25/11/19 14:54 / Atualizado em 25/11/19 15:04

minuto(s) de leitura.

#ACaixaÉTodaSua: lançamento da campanha chega a Pernambuco

Ato está marcado para às 11h na Avenida Governador Agamenon Magalhães. À noite, às 19h, acontece o Seminário de Lançamento da Campanha em Defesa da Caixa

 

A campanha #ACAIXAÉTODASUA será lançada nesta terça-feira (26) em Recife (PE). Defensores da Caixa, a Federação Nacional das Associações do Pessoal da Caixa Econômica Federal (Fenae) e a Associação do Pessoal da Caixa de Pernambuco (Apcef/PE) se unem ao Sindicato dos Bancários de Pernambuco e movimentos de luta por moradia para mobilização às 11h, em frente à Caixa da Avenida Governador Agamenon Magalhães, na Ilha do Leite. À noite, a partir das 19h, será realizado o Seminário de Lançamento da Campanha em defesa da Caixa, no auditório da sede do Sindicato dos Bancários, no bairro de Boa Vista. Os atos terão a presença do vice-presidente da Fenae, Sérgio Takemoto, do presidente da Apcef/PE, Paulo Moretti, dirigentes do Sindicato e empregados da Caixa.

A Campanha já passou por outras seis captais e agora mobiliza empregados Caixa e a sociedade pernambucana chamando a atenção para os danos e perdas que a privatização das áreas mais lucrativas da Caixa pode gerar. Conduzido pelo Comitê Nacional em Defesa da Caixa, a campanha visa impedir o retrocesso e defender o patrimônio público. Para o vice-presidente da Fenae, Sérgio Takemoto, é importante que todos se envolvam na campanha e entendam que a Caixa é essencial para todos os brasileiros.

"O grande diferencial dessa campanha é que precisamos envolver não só os empregados, mas também a sociedade na defesa da Caixa. Os ataques que estamos sofrendo são muito violentos. Nós não podemos permitir que a Caixa continue sendo fatiada, privatizada, desmantelada. Então é fundamental que a gente leve essa campanha para todos os cantos desse país", afirmou o vice-presidente.

O presidente da Apcef/PE, Paulo Moretti, compartilha da mesma ideia de Takemoto. Para ele, a campanha é fundamental para difundir a defesa da Caixa junto à população. “Precisamos mostrar para todos o que a atual gestão da Caixa está fazendo. Mostrar a diminuição do banco e o seu fatiamento. Precisamos trabalhar a consciência de todos e reforçar que a Caixa é importante para todos os brasileiros”, destacou Moretti.

Os planos de privatização da Caixa estão cada vez mais sólidos. Pela primeira vez em 158 anos, a gestão do banco optou por realizar uma sequência de ofertas públicas iniciais de ações (IPOs) de suas subsidiárias a partir do início do ano que vem. A venda da Lotex para empresas estrangeiras também prova que a agenda de desestatização está ativa.

Para a presidente do Sindicato, Suzi Rodrigues, a venda da Lotex não esconde a intenção do governo de descapitalizar a Caixa para justificar o processo de privatização. “Não podemos deixar que o atual governo, à serviço do capital, prejudique as brasileiras e os brasileiros, em especial os mais carentes. Vender o patrimônio público só traz consequências negativas para a população e para soberania do País. Sem a Caixa, por exemplo, investimentos importantes nas áreas de educação, saúde, saneamento e infraestrutura serão afetados. Precisamos reagir e nos unir contra mais estes ataques”, destacou Suzi.

Caixa 100% pública para todos os brasileiros

A equipe econômica, em consonância com a direção do banco, está priorizando a venda de subsidiárias que dão mais lucro e já tem anunciado a venda de áreas como Cartões, Seguros, gestão de ativos e Loterias. É por meio dessas áreas lucrativas que a Caixa contribui para o desenvolvimento do país e para a geração de emprego e renda nas regiões.

Outro fator importante é a capilaridade da Caixa. É graças ao banco que acontece a operação de toda a área social, como benefícios ao trabalhador e acesso a produtos e serviços por meio da bancarização. Em Pernambuco, por exemplo, 92 agências espalhadas pelo estado são responsáveis pelo pagamento do Bolsa Família de mais de 1,12 milhão de famílias beneficiadas pelo programa de transferência de renda de acordo com a folha de pagamento de novembro.

No setor imobiliário, a Caixa se destaca com as menores taxas para a compra da casa própria. Cerca de 43% das operações de crédito ativas em Pernambuco estão na Caixa e 89% dos créditos imobiliários estão na instituição, cerca de R$ 14,7 milhões. O Minha Casa Minha Vida que tem ações diretas da Caixa, já construiu mais de 60 mil unidades habitacionais no estado. Um investimento de aproximadamente R$ 3 bilhões desde o início do programa em 2009.

As Loterias, por exemplo, são um desses setores estratégicos visados pela privatização da atual gestão da Caixa. Responsável pelo sonho de muitos apostadores, as Loterias também financiam o sonho de estudantes que querem um diploma do ensino superior. Os prêmios que não foram reclamados em 90 dias após a data do sorteio são repassados ao tesouro nacional para aplicação no Fundo do Financiamento Estudantil (Fies). Em 2017, o Fies recebeu cerca de R$ 1,3 bilhões das Loterias. O valor passou para pouco mais de R$ 730 milhões em 2018. Parte do recurso arrecadado com as apostas também é destinado para a saúde, cultura e esporte, beneficiando toda a população.

Serviço: Lançamento da campanha #ACAIXAÉTODASUA em Pernambuco
D
ata: terça-feira, dia 26 de novembro
Horário: 11h
Local: Agência Caixa Avenida Governador Agamenon Magalhães, 4775, Ilha do Leite – Recife (PE)

Serviço: Seminário de Lançamento da Campanha em defesa da Caixa
Data: terça-feira, dia 26 de novembro
Horário: 19h
Local: Auditório da sede do Sindicato dos Bancários – Av. Manoel Borba, 564 – Boa Vista – Recife (PE)

 

Acesse as redes da Fenae:

Acesse e conheça as vantagens de ser um associado

Veja também
Nenhum registro foi encontrado.

selecione o melhor resultado